25 de junho de 2019

5 dicas para construir sua marca pessoal

Se você tivesse que se colocar dentro de um pacote para se vender ao mercado de trabalho, como seria a embalagem? Essa é uma metáfora adequada para mostrar a importância da Marca Pessoal. Esta será a primeira impressão que muitas pessoas vão ter sobre você, e por meio da qual vão avaliar sua capacidade profissional.
Você pode ser um excelente profissional, mas estar na sombra. Nesse caso, estará boicotando suas próprias oportunidades. Crie sua marca pessoal para ter o controle de como o mercado enxerga você e, de quebra, se você souber gerenciá-la, poderá diferenciar-se dos demais profissionais.
Saiba que a construção de uma marca pessoal leva tempo, portanto, adote as 5 atitudes que sugerimos neste post e comece a cuidar de sua imagem já!
marca pessoal efetividade 5 dicas para construir sua marca pessoal

1. Socialize com pessoas relevantes

Com o apoio da internet, está cada vez mais fácil ampliar sua rede de contatos. Perca a vergonha e comece a interagir com pessoas que sejam relevantes para você, no âmbito profissional e pessoal. Novas redes sociais como o beBee te ajudam a se relacionar com gente que, em princípio, você não conheceria se não fosse a web, mas que possuem os mesmos interesses que você.
Porém, criar um perfil em mais uma rede social não é o suficiente para apoiar seu networking. Seja ativo e publique conteúdo de qualidade, deixando com que seu mural seja um espelho de seus interesses. Desta maneira, pessoas que compartilham dos mesmos gostos ou tenham a mesma profissão poderão te encontrar e estabelecer contato.

2. Mostre que domina o assunto 

Busque cursos e qualifique-se, mas compartilhe o conhecimento adquirido. Deixe que as pessoas percebam que você domina algum assunto. Quando publicar nas redes sociais, por exemplo, faça um comentário que agregue valor à discussão. Dedique um tempo também a manter um blog pessoal sobre algum tema que goste.
Desta maneira, pouco a pouco seus seguidores vão passar a enxergar você como uma referência no assunto – e você tenderá a atrair mais pessoas que estejam relacionadas ao tema, como profissionais de sua área ou empregadores.

3. Dê preferência ao conteúdo visual

Se você quer que seu conteúdo chegue a um maior número de pessoas, produza infográficos. O conteúdo visual é muito mais viral nas redes sociais que os textos.
Tenha também um Curriculum Vitae em formato vídeo. Esta é a nova tendência no recrutamento das empresas, porque permite que o empregador faça uma análise mais profunda de seu perfil (por exemplo seu poder de convencimento e sua habilidade com as palavras), em comparação ao tradicional CV de papel.

4. Acompanhe e meça suas ações

Para que você possa saber se está na direção certa, deve acompanhar os resultados de seus esforços. Ou seja, medir se você está conseguindo cumprir com os objetivos propostos para incrementar sua marca pessoal.
Se você está seguindo nossos conselhos e mantendo um blog pessoal e seus perfis ativos nas redes sociais, pode utilizar uma série de ferramentas gratuitas para mensurar se seu conteúdo está interessando a outras pessoas.
O Google Analytics, por exemplo, te mostra qual é o post mais acessado de seu blog e, desta forma, você pode reforçar as publicações sobre este mesmo tema.

5. Controle o Google

Esse já é quase um ditado popular: se você não aparece no Google, não existe! Pode parecer radical, mas atualmente todos dão um google em seu nome se desejam obter mais informações sobre você.
A boa notícia é que você tem maneiras de tentar controlar o que as pessoas vão encontrar nos primeiros resultados da busca. Faça seu registro nas redes sociais de sua preferência, crie um blog, comente em outros blogs e portais de notícias e tente publicar artigos de sua autoria em webs especializadas. Nesse caso, as primeiras páginas do google vão trazer a informação que você realmente quer que seja valorizada por quem está buscando seu nome.
Esses são os cinco passos básicos para quem está começando a gerenciar sua marca pessoal. Lembre-se que a caminhada é longa, mas quanto mais cedo você iniciar, mais referências positivas o mercado de trabalho vai ter sobre você.
cleardot 5 dicas para construir sua marca pessoal
Créditos: Tifany Rodio (Marketing and Communication at beBee)

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário