20 de junho de 2019

Contas a pagar e a receber: como mantê-las organizadas

Se no momento de pagar as contas você sente calafrios e mesmo depois de finalizar tudo tem a impressão de que se esqueceu de algo, você precisa monitorar melhor seu dinheiro e as contas a pagar e a receber. Tanto faz se é uma pessoa física, que controla apenas o orçamento da casa, ou uma pessoa jurídica — com responsabilidades sobre um negócio, envolvendo funcionários e fornecedores. Nos dois casos você tem compromissos importantes que demandam disciplina.

5 dicas para comecar o ano colocando as contas em dia Contas a pagar e a receber: como mantê las organizadas

Basicamente, a palavra de ordem que deve acompanhar essa tarefa é mesmo aplicação. Você precisará controlar tudo o que entra e o que sai, fazer planejamento, e não dar passos maiores que as pernas. Esses cuidados serão importantes para que você evite atrasos nas contas e tenha mais prosperidade. Ficou interessado? Então acompanhe nosso post e aprenda a organizá-las!

Controle seus gastos

Evite dar passos maiores que as pernas. Não gastar mais do que se ganha é uma dica básica para mantar o controle do seu orçamento. Se pretende investir na compra de equipamentos ou na contratação de funcionários para fazer a empresa crescer, avalie qual momento será mais apropriado para isso. Se controla o orçamento familiar e está pretendendo comprar um novo imóvel para aumentar o patrimônio da família, tenha o mesmo cuidado.

Registre o dinheiro que sai

Lembra que disciplina seria palavra-chave nessa nova rotina? Ela será necessária para que você não deixe de registrar nem mesmo os pequenos gastos. Se o empresário não sabe quais os compromissos financeiros de seu negócio, é possível que ele atrase algum pagamento, deparando-se com juros e perda de confiança dos fornecedores. Uma ferramenta de controle financeiro pode auxiliar nessa tarefa e facilitar o monitoramento das contas a pagar e a receber.

Evite atrasos e juros

Uma ferramenta de controle financeiro também possui lembretes referentes ao dia do vencimento das contas. Não perder os prazos é sinônimo de distância dos juros e do desperdício de dinheiro. Antecipar pagamentos pode também gerar economia, pois em alguns casos você pode receber descontos. Se isso acontecer, seu orçamento terá surpresas positivas, não é mesmo?

Negocie

Se o problema financeiro já foi percebido, negocie. Um planejamento financeiro eficiente evitará um cenário mais desastroso e você saberá quais são as contas a pagar e a receber. Contudo, se a empresa já contraiu dívidas, procure negociar e estender prazos, dilatar o montante em parcelas e reorganizar o orçamento. O mesmo serve para uma pessoa física. Se conseguiu um acordo, faça o possível para cumpri-lo e não perder confiança dos credores.

Não misture contas pessoais e da empresa

Esse cuidado é também fundamental para organizar as finanças. Por questões de comodidade e pressa no dia a dia, muitas vezes os empresários retiram pequenas quantias do caixa para pagar contas pessoais e vice-versa. As duas situações estão erradas. As contas pessoais e da empresa não devem se misturar em hipótese alguma e você deve organizá-las separadamente. Existem ferramentas específicas disponíveis para organizar as contas a pagar e a receber tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

Monitore seus ativos

Uma empresa e uma pessoa não sobrevivem apenas gastando. Eles também geram receita e o dinheiro que entra também precisa ser monitorado. No caso de uma empresa, o controle das cobranças é fundamental para evitar inadimplência dos clientes. O empresário precisa saber quanto e quando sua organização receberá pagamentos.

Dialogue

O diálogo é basilar numa boa relação com o cliente. Essa relação de proximidade “quebrará o gelo” e facilitará cobranças. O empresário precavido deve se antecipar e enviar cobranças em tempo hábil, mas, ainda assim, não está livre de surpresas. É importante não relutar. Quando for preciso, seja firme e faça as cobranças. Outra medida para estimular os bons clientes é oferecer vantagens e descontos para quem paga antecipado.

Tem mais dicas para compartilhar? Participe e deixe um comentário nos contando como tem sido a sua experiência com as contas a pagar e a receber!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário