20 de março de 2019

Por que pensar em ter um plano de previdência privada?

por que ter um plano de previdencia privada Por que pensar em ter um plano de previdência privada?

Um bom planejamento financeiro hoje em dia é aquele que inclui o presente e também o futuro.

Levando isso em conta e o fato da crise financeira no INSS, é bom se prevenir para o momento em que a velhice chegar. A previdência privada está no mercado para atender a essa demanda.

Conheça alguns motivos para se adotar esse plano e ter um futuro tranquilo.

Complemente a sua aposentadoria com a previdência privada

O teto de benefício no INSS é pouco maior que R$ 4 mil. Contudo, ainda é muito difícil chegar a essa faixa de ganho e a maioria das pessoas não consegue um bom valor da previdência estatal.

Nesse sentido, a previdência privada é uma excelente opção para complementar a aposentadoria do INSS. Quem deseja receber um valor maior do que o teto previdenciário ou quem precisa complementar o valor baixo da aposentadoria governamental pode buscar essa solução.

Previdência privada como estratégia de diversificação de investimentos

Seguindo a orientação de que se deve distribuir os ovos em vários cestos, é necessário encontrar alternativas de investimentos.

A previdência privada entra nesse cenário como opção de investimento segura para quem busca diversificar a carteira. Por exemplo, uma carteira bem diversificada poderia incluir previdência privada, Tesouro Direto e ações da bolsa de valores.

Além disso, a administração do fundo de previdência privada por um gestor profissional traz mais segurança para o investidor.

Transmissão de herança pela previdência privada

A previdência privada deve ser muito bem avaliada por pessoas mais velhas, que desejam utilizá-la como aposentadoria, pois o esforço mensal será muito grande. Por outro lado, os jovens não precisam poupar tanto mensalmente, porque tem o tempo como aliado.

Os idosos podem usar a previdência privada como uma ferramenta para transmissão de herança. Isso porque a sucessão patrimonial feita por meio de um plano VGBL não tem Imposto de Renda (IR) para continuar no investimento. O sucessor somente paga o IR em caso de resgate do investimento.

Benefícios de Imposto de Renda na previdência privada

A previdência privada também é tributada no Brasil, assim como a grande maioria dos investimentos financeiros. Contudo, aplicar em uma previdência complementar traz alguns benefícios fiscais.

A tabela regressiva é um desses benefícios. Nessa forma de cálculo do imposto, quanto mais tempo o dinheiro fica aplicado, menor é a alíquota cobrada no IR. A tabela é a seguinte:

Tempo de Aplicação Alíquota de IR
Até 2 anos 35%
De 2 anos a 4 anos 30%
De 4 anos a 6 anos 25%
De 6 anos a 8 anos 20%
De 8 anos a 10 anos 15%
Acima de 10 anos 10%

Outra opção é a tabela progressiva em relação ao montante resgatado. Nesse modo, quanto menor o valor de resgate do fundo de previdência, menor é a alíquota do IR. Os valores são os seguintes:

Valor de Resgate Alíquota de IR
Até R$ 1.787,77 0%
De R$ 1.787,78 a R$ 2.679,29 7,5%
De R$ 2.679,30 a R$ 3.572,43 15%
De R$ 3.572,44 a R$ 4.463,81 22,5%
Acima de R$ 4.463,82 27,5%

Tenha um plano de previdência privada

Considerando a crise financeira em que a previdência governamental está inserida, é importante ter um plano de previdência privada para se garantir de uma insolvência no INSS.

Além disso, a montagem de uma carteira de investimentos diversificada, a forma facilitada de transmissão de herança e as tabelas diferenciadas de Imposto de Renda são outros motivos que incentivam o trabalhador a ter um plano de previdência privada.

E aí, gostou de conhecer a importância desse planejamento financeiro? Compartilhe esse conteúdo com seus amigos nas redes sociais!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário