Como proteger seu dinheiro da inflação?

Como proteger seu dinheiro da inflação?

A inflação é sempre um assunto recorrente, sobretudo nos países em desenvolvimento. Ela está relacionada diretamente à diminuição do poder de compra e aumento contínuo dos preços em uma economia.

Esse fenômeno monetário pode ser medido pelo valor dos bens e serviços, impacta a vida de todas as pessoas e pode ser dividida em três categorias:

- de demanda: quando a demanda de serviços supera a oferta;

- de custos: quando a matéria-prima para a produção de bens e serviços aumenta de preço e esse aumento é repassado para o consumidor;

- inercial: a inflação inercial é o reflexo das demais inflações. Acontece quando os agentes econômicos se acostumam ao cenário de inflação e passam a praticar o aumento de preços de maneira sistemática, para se proteger, aumentando a inflação já existente.

O Brasil possui um histórico de grandes inflações e vem atravessando uma fase de expressiva diminuição do poder de compra. Estima-se que, atualmente, uma nota de 100 reais tenha o poder de compra equivalente a 15 reais em 1994.

Mas existem algumas alternativas que podem ajudar a proteger seu dinheiro da inflação, e nós listamos a seguir.

Investimento em reservas de valor

A reserva de valor é um investimento que tem como principal característica a manutenção do poder de compra. Isso porque uma boa reserva de valor possui quatro características essenciais:

- Ser escasso, difícil de ser encontrado;

- Possuir alta liquidez (que é a rapidez com a qual o investidor consegue o resgate do valor investido);

- Tenha seu valor preservado ao longo do tempo;

- Não se deteriore.

Existem vários ativos no mercado (como prata e bitcoins), mas o único que se enquadra em todas as condições acima com maior confiabilidade é o ouro. Para investir em ouro é possível realizar a compra de peças em joalherias, adquirir lotes pela bolsa de valores (BM&F e Bovespa) ou distribuidoras.

Investimento em moedas estrangeiras

As moedas estrangeiras costumam ser mais valorizadas quando comparadas à moeda brasileira. Os mercados estrangeiros também se encontram mais aquecidos, sinalizando uma recuperação pós-pandemia, enquanto o mercado brasileiro ainda se encontra em uma situação delicada, o que faz os investidores tirarem seus recursos do país.

Por isso, vale a pena estudar a possibilidade de investir em moedas estrangeiras, o que pode ser feito ao se adquirir a moeda física, investir em fundos cambiais ou em contratos futuros (acordos de compra e venda de moedas por um preço preestabelecido em um determinado momento futuro).

Imóveis

Considerado um porto seguro para a maioria dos brasileiros, o investimento em imóveis, apesar de inicialmente alto, é muito rentável.

Quando o investimento é realizado pela compra de um imóvel, é necessário considerar os custos com manutenção e impostos, além da possibilidade de locação, o que pode ser um bom negócio ainda que sejam consideradas todas as dores de cabeça que ele possa trazer.

Outra opção é investir em Fundos de Investimento Imobiliário, adquirindo participações em grandes imóveis como shoppings e galpões logísticos e recebendo valores oriundos das operações realizadas nesses locais.

Na hora de proteger seu dinheiro não compensa economizar tempo. É essencial estudar todas as possibilidades com cautela e escolher aquela que mais se encaixa no seu orçamento e nos seus objetivos.

Gostou deste artigo? Então não deixe de acompanhar nosso blog e nos seguir em nossas redes sociais.

Procurando um Gerenciador de InvestimentosClique aqui e conheça agora!