17 de fevereiro de 2019

As 15 Regras Básicas do Trading

Um trader veterano dos EUA com 30 anos de experiência oferece 15 regras interessantes para fazer tradings àqueles que gostariam de dedicar-se a essa atividade.

Dennis Gartman é editor do boletim de análise The Gartman Letter desde 1987. Algumas de suas regras para fazer trading desmontam grandes tópicos do mercado, que normalmente são totalmente errôneos e podem levar a falência quem os ponham em prática.

entenda o que e cdb As 15 Regras Básicas do Trading

Estas são as 15 regras (estratégia de investimento em opções binárias):

1. Num mercado de tendência altista, só se pode estar largo, com um spread altista ou fora. E ao revés num mercado de tendência baixista, ou seja, há que seguir sempre a tendência e não tentar se opor a ela. Mesmo que vez ou outra possa sair bem, o normal é o contrário.

2. Compre o que se mostra mais forte; venda o que mostra debilidade. A regra para sobreviver não é comprar abaixo e vender acima, senão comprar acima e vender mais acima. Comprar barato e vender caro é um dos grandes tópicos do mercado. Porém não há que comprar barato, senão comprar o que tem mais probabilidades de subir, esteja caro ou barato.

3. Não realize um trade até havê-lo analisado, incluindo planos para contingências inesperadas e pontos onde acumular. Sempre há que ter um plano alternativo para o caso de que o trade não saia como esperamos – sempre haverá trades que falham – o plano mais habitual é fixar um stop loss.

4. Acumule nas correções menores contra a maior tendência até as zonas de suporte e resistência. Use 33% ou 50% de correção do movimento anterior para acumular (essas proporções são aproximadamente dois dos níveis de correção natural de Fibonacci, ou seja, os níveis até onde pode chegar uma correção sem colocar em risco a tendência principal).

5. Seja paciente. Se um trade escapa, espere até que ocorra a correção antes de entrar (a paciência é uma das principais virtudes que deve ter um trader para ter sucesso).

6. Seja paciente. Uma vez que haja entrado em um trade, dê tempo para o seu desenvolvimento e para que gere benefícios (as vezes as posições tardam em arrancar ou corrigem antes de retomar a tendência; fechá-las antes do tempo pode ser desastroso).

7. Seja paciente. O velho ditado ¨ninguém se arruinou tomando benefícios¨ é um dos piores conselhos dados algumas vez. Realizar pequenos benefícios é o caminho mais seguro para a perda definitiva. Em outras palavras, o dinheiro de verdade se faz com um, dois ou três grandes trades por ano. E leva tempo para realizar-se. No Bolságora repetimos várias vezes esse princípio: não há que operar por operar, senão fazê-lo no momento certo, que é quando o mercado oferece uma boa oportunidade; e as grandes oportunidades se apresentam poucas vezes no ano. Quanto à toma de benefícios, mesmo que a curto prazo dê tranquilidade ao trader, a longo prazo reduz a rentabilidade do sistema; assim descrevemos nas páginas sobre a utilização do Bolságora Trading.

8. Seja impaciente. As grandes perdas e pequenas perdas são sempre as piores perdas. Um trade perdedor aberto consome muito tempo e muito capital intelectual (já sabem, cortar a perda e deixar correr o benefício é a base do sucesso).

9. Nunca, em nenhuma circunstância, adicione uma posição perdedora. Nunca impulsione uma posição perdedora. Numa posição larga, cada nova compra deve ser realizada a um preço superior ao anterior e o contrário numa posição curta. Isso é o que comumente se chama balancear: numa posição larga em perdas, se compra mais baixo para rebaixar o preço médio da compra e dessa forma abaixar o ponto de entrada em benefícios. Porém, em compensação, se duplica o tamanho da posição. E o normal é que terminemos com uma posição perdedora duas vezes maior que a inicial. Podem ler mais sobre este tema no artigo Lições para não morrer no mercado.

10. Adicione posições naquilo que está funcionando; reduza onde não funciona. Não se limite a deixar andar os benefícios. Cada dia, estude suas posições abertas e agregue à mais benéfica, diminuindo da que oferece menos ou que não oferece benefícios (esse é um princípio mais discutível, porém é uma estratégia que funciona para muitos traders).

11. Não opere até que os fundamentais e o aspecto técnico coincidam (também discutível para os que não confiam muito na análise fundamental, ou pelo menos na análise fundamental inútil que publicam as entidades – o melhor fica guardado-).

12. Quando estiver com dificuldades, feche todas as posições e deixe o trading por alguns dias (como o trading é mais uma questão de atitude que de aptidão, é melhor tomar um respiro até recuperar a atitude adequada).

13. Quando estiver com fluidez positiva, aumente o tamanho da posição. Aproveite seu sentimento em relação ao mercado quando tenha a oportunidade lhe encarando (algo assim como a oportunidade de fazer um gol que aparece a um atacante).

14. Quando acumular, acumule entre 25% e 50% da posição anterior. Isso move o preço médio da sua posição para menos de metade do percurso avançado, o que permite suportar correções de 50% (é algo parecido a balancear; se duplicam as posições a favor da tendência, o preço médio de entrada sobe muito e deixa uma margem mais reduzida para suportar correções sem entrar em perdas).

15. Pense como um guerreiro e lute ao lado do grupo ganhador. Se nenhum grupo está ganhando, não é necessário lutar (aplicável aos movimentos laterais).

Estes princípios são muito claros e parecem muito fáceis de aplicar, mas na realidade é bastante complicado, como deve haver comprovado qualquer pessoa que se dedique ao trading. De todas as formas, são metas ideais nas quais um trader deve focalizar; quanto mais se aproxime delas, mais sucesso terá nas suas operações.

artigo patrocinado1 300x51 As 15 Regras Básicas do Trading

-

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário