25 de junho de 2019

Concursos: 6 erros comuns que devem ser evitados!

estudar para concursos 6 erros comuns que devem ser evitados Concursos: 6 erros comuns que devem ser evitados!

Muitos brasileiros sonham com a carreira pública, que, além de bons salários, possibilita uma estabilidade empregatícia. A diferença entre os que conquistam esse objetivo e os que têm mais dificuldade de alcançá-lo é a forma de estudar para concursos públicos.

Conheça agora os 6 erros comuns que devem ser evitados para alcançar seu objetivo de virar um funcionário público:

1 – Prestar todos os concursos que estão em aberto

O candidato que opta por fazer diversos concursos nem sempre é o que irá passar nas provas. Estudar para concursos de diversas áreas tira o foco e, ainda, os estudos não são eficientes para todos.

Se você pretende fazer mais de um concurso, faça inscrições nos que possuem a mesma área e um conteúdo programático bem parecido.

2 – Escolher o concurso apenas pela remuneração ou pelo número de vagas

O concurso em si não é a realidade do funcionário público, há um trabalho após a nomeação. Por isso, nunca escolha um concurso pelo valor do salário e pela quantidade de vagas. Um dos bons motivos para não cometer esse erro é levar em consideração que os empregos públicos possuem plano de carreira.

3 – Começar a estudar somente depois da publicação dos editais

Normalmente, os editais são publicados faltando apenas de 4 a 2 meses para as provas. Com a quantidade de concorrentes, fica difícil se atualizar e aprender todas as matérias — que não são poucas — nesses meses que faltam para a aplicação das provas.

Por isso, comece a estudar antes da publicação dos editais. Uma alternativa é seguir os conteúdos programáticos dos editais anteriores. Assim, após o edital ser publicado, você pode relembrar os conteúdos estudados e se concentrar nas dúvidas.

4 – Estudar para concursos sem planejamento

Todos os estudos exigem planejamento. Então, para estudar para concursos deve haver uma rotina, um local sem distrações e bem organizado. Uma rotina de estudos pode auxiliar o candidato a passar nas provas. Outro grande erro é continuar estudando com as fórmulas que não deram certo. Faça diferente dessa vez, escolha outras formas de estudos!

5 – Não ler os editais

Os editais contêm todas as informações sobre o concurso que será prestado: datas importantes, se há ou não prova de títulos, os locais, as vagas, os salários, a banca examinadora e muitos outros dados. Se você se inscreve sem ler o edital pode passar por algumas dificuldades caso haja alguma restrição que você não sabia.

Leia e releia o edital para se informar melhor sobre o trabalho, os requisitos e outras informações relevantes!

Bons estudos e boa sorte.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário