20 de março de 2019

5 dicas para sair do vermelho hoje mesmo!

5 dicas para sair do vermelho hoje mesmo e1550078683756 5 dicas para sair do vermelho hoje mesmo!

As despesas aumentaram, uma conta atrasa e mais dívidas não param de chegar. De repente, quando você se dá conta, percebe que está no vermelho. Infelizmente, esta é uma situação na quais muitos brasileiros se encontram, principalmente após a crise econômica que o país ainda vem enfrentando.

A condição não é a das melhores, mas é possível revertê-la com planejamento, organização e persistência. Neste artigo, nós listamos cinco dicas que irão te ajudar a sair do vermelho hoje mesmo e se organizar financeiramente. Confira!

1. Entenda a situação real das suas finanças e dívidas

A primeira coisa a ser feita para sair do vermelho hoje mesmo é ter um entendimento da real condição das suas finanças e débitos. Para se organizar, escreva no papel tudo aquilo que você está devendo, para quem e há quanto tempo.

É importante lembrar que mesmo as pequenas dívidas devem ser incluídas no diagnóstico.

2. Avalie o seu orçamento financeiro pessoal

Com seus débitos devidamente listados, é chegado o momento de fazer uma avaliação cuidadosa do seu orçamento financeiro pessoal para esboçar uma estratégia e assim quitar as dívidas.

Faça uma lista com todas as receitas que você recebe mensalmente, e depois liste os gastos fixos, como contas de água e luz, por exemplo. Para finalizar, liste suas despesas variáveis, tais como compras e refeições em estabelecimentos. A partir destes dados, fica mais fácil descobrir de onde reduzir os gastos para saldar as pendências e sair do vermelho.

3. Dê prioridade às dívidas maiores

Outra dica importante para sair do vermelho hoje mesmo é se atentar às dívidas que cobram juros muito altos. É o caso dos cheques especiais e cartões de crédito, que contam com os juros mais altos do mercado.

Por isso, é fundamental priorizar estas pendências, buscando fazer renegociações para evitar que a dívida se torne uma “bola de neve”. Para ter uma ideia, uma dívida de R$ 3 mil no cartão de crédito pode atingir o valor de R$11 mil em um curto período de tempo se deixada para trás.

4. Se reorganize para evitar outras dívidas

Não basta sair do vermelho. Para ter uma vida financeira sadia e estável, é necessário fazer mudanças nos hábitos e refletir a sua relação com o dinheiro. Desta forma, você estará evitando ficar no vermelho futuramente.

Para que isso dê certo, corte os gastos desnecessários, como as compras por impulso e a mensalidade da academia que você não frequenta.

5. Evite fazer parcelamentos

Para sair do vermelho hoje mesmo é fundamental atentar-se às compras parceladas. Isso porque, quando dividimos o valor da aquisição em várias vezes, temos a equivocada ideia de que a compra não irá comprometer o orçamento dos próximos meses.

Acontece que é bastante comum as pessoas parcelarem não só uma compra, mas muitas. Isso por sua vez, acaba gerando um acúmulo, que consequentemente acarreta em um impacto negativo nas finanças.

É fundamental manter-se atento aos juros que na maioria das vezes são acrescentados no valor dos parcelamentos – seja em compras online ou em lojas físicas. O melhor a se fazer é economizar dinheiro para comprar o produto ou fazer a contratação do serviço desejado à vista.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário