19 de outubro de 2017

6 lições de Warren Buffett para ser um investidor melhor

warren buffett e1507158791884 6 lições de Warren Buffett para ser um investidor melhor

Quem quer investir tem muito a aprender mesmo depois de já estar atuando no mercado financeiro e obtendo lucro. Para fazer isso, uma das melhores maneiras é ler e aplicar as lições de Warren Buffett, um dos investidores de mais sucesso da história.

Adiante, mostraremos 6 de várias das suas lições e o que elas significam para quem está ou quer entrar nesse mercado.

1. Seja seletivo

Uma famosa frase de Buffett diz o seguinte:

A diferença entre pessoas bem-sucedidas e pessoas muito bem-sucedidas é que o segundo grupo diz não para quase tudo.

Ou seja, nem tudo o que parece uma boa oportunidade de fato é. E na análise de um investimento, especialmente falando em ações, é preciso visualizar para onde ele pode andar.

Como Warren aprendeu isso? Sendo muito seletivo e obtendo resultados excepcionais com seus aportes.

2. Cresça devagar e continuamente

Em décadas no mercado financeiro, o investidor viu muitas pessoas arriscando demais, acima do que suas posses podiam suportar, sendo gananciosas e visando o curtíssimo prazo. Buffett também viu a maioria delas perder muito dinheiro.

Ele deixa isso claro dizendo:

O mercado acionário guarda o dinheiro de quem tem pressa para os que têm paciência.

3. Aprenda com os erros também

Uma das lições de Warren Buffett é que ele mesmo aprendeu errando. Em meados dos anos 90, o investidor perdeu cerca de U$ 400 milhões em um investimento ruim, quando já era uma lenda dessa área.

Mesmo com toda essa perda, Buffett mostrou-se positivo, dizendo que aquilo serviu para ele aprender mais, seguir buscando conhecimento e não cometer erros parecidos novamente.

4. Compre ações como se estivesse comprando a empresa

De fato, uma ação é parte de uma empresa. Logo, não se pode analisar apenas o ativo em si, sua flutuação, liquidez e valorização. Pois se a empresa tiver uma administração ruim, pode quebrar e levar os acionistas com ela.

Portanto, siga a ideia da seguinte frase:

É preciso ter certeza que daqui a 20 anos a empresa que vende determinadas ações ainda vai existir.

5. Não entre no mercado em alta

O termo “mercado em alta” parece positivo, mas é justamente nesse momento em que os melhores investidores liquidam seus ativos ou parte deles e ganham lucro vendendo a quem está entrando.

Como Buffett e outros investidores fazem isso? Comprando bons ativos de boas empresas quando o mercado está em baixa e boas ações estão fora do foco geral. Assim, conseguem preços melhores.

6. Estude também cases de fracasso

É muito bom ver cases de sucesso para aprender com eles, repetir práticas e saber como fazer. Mas Buffett ressalta que cases de fracasso também ensinam muito.

Neles se pode aprender sobre o que não fazer e exercitar a inteligência ao pensar em como determinada situação poderia ser revertida.

Inclusive, Warren julga que tais cases negativos são melhores para aprender que os positivos. Segundo o que um dos seus sócios diz, sabemos onde podemos morrer e, por isso, não vamos até lá e nem temos certas atitudes, como, por exemplo, atravessar uma rodovia movimentada com os olhos fechados.

Depois dessas valiosas lições de Warren Buffett, aproveite e aprenda mais assinando a nossa newsletter para receber conteúdo sobre finanças e investimentos.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário