20 de março de 2019

Aprenda a economizar: evite esses 5 gastos desnecessários

Muito do que gastamos no dia a dia passa despercebido, mas representa uma grande soma no fim do mês. Quando vemos o saldo da conta bancária, bate aquela sensação de “onde meu dinheiro foi parar?”. Para evitar que isso aconteça, só existe uma solução: economizar. E em tempos de crise, aprender a poupar — mesmo nos pequenos gastos —se torna ordem do dia.

Considere, por exemplo, um simples passeio despretensioso no shopping, com direito a um filme. Veja o que se gasta: a gasolina para chegar até lá, o valor do estacionamento, o ingresso do cinema, a pipoca, o refrigerante e ainda um sorvete no fim. Isso quando não inclui uma comprinha, porque a vitrine anuncia promoção, e um lanche. Viu? É assim que se gasta sem perceber, com esse tipo de despesa não corriqueira.

Prestar atenção nos detalhes conta pontos na hora de economizar. Quer saber no que ficar de olho para não gastar além da conta? Então confira nosso post!

aprenda a economizar evite esses x gastos desnecessarios1586 Aprenda a economizar: evite esses 5 gastos desnecessários

Supérfluos

Pensar sobre o próprio orçamento é o primeiro passo para evitar os gastos desnecessários. Seja realista e reflita sobre o que pode ser eliminado. Claro que não é preciso mudar tudo a ponto de afetar a sua qualidade de vida, mas se a ideia é economizar, cortar os gastos supérfluos é uma medida essencial. Fazer as contas e deixá-las bem organizadas no orçamento permite que você enxergue os gastos que realmente são necessários e aqueles que podem ser deixados de lado. Existem ferramentas que podem te ajudar nessa tarefa.

Excessos domésticos

Faça uma análise das suas contas fixas, como compras de supermercado, telefone, energia, água, gás. É possível economizar em alguma delas? Claro que sim! Esforçar-se para trocar os banhos longos por um período mais curto sob o chuveiro, por exemplo, economiza água e energia. E que tal falar menos ao telefone e usar mais o wi-fi? Não é difícil!

Alimentação fora de casa

Pode reparar: a cada nova notícia de aumento de inflação, os economistas apontam a alta no custo da alimentação fora de casa como vilã. Hoje, o gasto em restaurantes (mesmo os self-services) é um dos grandes gargalos nos orçamentos das famílias. Mas, com a correria do dia a dia, como fugir dele? Uma saída é a boa e velha marmita. Sim, nos tempos atuais, não é mais motivo de vergonha levar a própria comida para o trabalho. Além de economizar, é mais saudável. Mantendo esse espírito, consumir menos no supermercado também é uma ideia, cortando gastos como refrigerantes e doces.

Compras por impulso

Sim, ver uma vitrine anunciando promoção é tentador. Mas se intenção aqui é economizar, é preciso ter autocontrole. As compras por impulso são exatamente aquelas desnecessárias, que só vão fazer o seu saldo diminuir no fim do mês. Uma dica é deixar o cartão de crédito em casa para não correr o risco de cair em tentação.

Serviços que não são usados

Você tem um pacote supercompleto de TV a cabo? Seja sincero: quantos canais você realmente assiste? Com este tipo de reflexão, os gastos desnecessários acabam aparecendo. Se você não vê TV regularmente, talvez não valha a pena manter o pacote de assinatura. Mas se assiste, pode considerar trocar o plano a cabo por um serviço de streaming, por exemplo, que é muito mais barato.

Economizar nas pequenas coisas faz uma grande diferença fim do mês. Gostou das dicas? Assine nossa newsletter e fique por dentro do mundo das finanças!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário