26 de junho de 2019

Caveirão – BOPE e a sua tecnologia

caveirao2 Caveirão   BOPE e a sua tecnologiaVocê com certeza tem acompanhado toda a ação da polícia do Rio de Janeiro, na luta contra o crime organizado.

E uma das peças chaves que tem garantido o sucesso das operações de invasão aos morros no Rio, é o Caveirão do BOPE (Batalhao de Operações Especiais, a “Tropa de Elite”).

O Caveirão é um veículo com uma blindagem pesada, com proteção contra minas, câmeras de vigilância e condicionadores de ar. A tecnologia envolvida nestes veículos que permite a progressão dos policiais nas favelas, oferecendo proteção e alto poderio bélico contra os criminosos.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro, atualmente, possui 12 veículos prontos para combate a qualquer momento. E mais 9 novos veículos, mais modernos, estão para entrar em circulação.

Veja alguns dos recursos tecnológicos que estarão presentes nos novos caveirões:

  • Blindagem: recurso básico para qualquer veículo em campos de guerra. Ela garante a segurança dos soldados contra os ataques inimigos. A blindagem é composta de chapas de aço balístico e mantas de aramida. Esta proteção garante até que tiros de fuzis antiaéreos sejam rebatidos;
  • Seteiras: são pequenas aberturas existentes nas laterais do veículo. Por elas, os policiais podem atirar sem sofrerem ferimentos;
  • Torres: em alguns casos, policiais são designados para este posto;
  • Para-choques destruidores: dotados de peso e força para limpar o caminho e sem ter que reduzir a velocidade;
  • Para-brisas retrátil: este dispositivo fecha em situações de conflito para evitar danos;
  • Proteção dos vidros: além da blindagem, os vidros possuem 56 milímetros de espessura e com proteção contra luz, não permitindo a identificação dos policiais que estão no interior do veículo, mas com ótima visibilidade da região externa;
  • Rodas especiais: os pneus possuem uma pseudoblindagem, são rodas secundárias de aço que permitem o deslocamento para um local seguro mesmo com os pneus estourados;
  • Proteção antiminas: tecnologia inédita em veículos brasileiros, este dispositivo de proteção não permite danos ao casco inferior, garantindo assim, a proteção dos soldados contra fragmentos de bombas, granadas e minas terrestres;
  • Ar-condicionado: com capacidade para 20 soldados para combate, ar-condicionados são instalados na estrutura do veículo para garantir a integridade física e psicológica dos soldados;
  • Câmeras de vigilância: permitem que as operações sejam estudadas posteriormente, e também, criar roteiros de ocupação mais planejados. Isso permite o sucesso das operações e segurança dos soldados.

Artigos Relacionados:

2 Comentários

Adicionar comentário