26 de junho de 2019

Classificando organizações

Podemos classificar uma organização por diversos critérios diferentes. Hoje trato de alguns desses critérios.

Uma possível classificação é em setores:

No primeiro setor estariam presentes as organizações públicas, que fazem uso do dinheiro público para operarem. Seus funcionários, em regra, são servidores públicos contratados via concurso. Organizações deste primeiro setor existem para servir ao cidadão brasileiro.

No segundo setor estão presentes as organizações privadas que objetivam o lucro, ou seja, as empresas. Neste setor é onde encontramos a grande maioria das organizações brasileiras, é o setor que mais gera emprego e faz girar a economia.

No terceiro setor estão as organizações sem fins lucrativos. Entidades filantrópicas.

Também podemos classificar as organizações quanto a sua atividade econômica:

Agropecuária;

Industrial e;

Comércio e serviços.

Comércio e serviços é o setor que mais emprega. A área de TI está em alta, sobram vagas e faltam profissionais qualificados. No comércio sempre há vagas para bons vendedores. Hotelaria é outra atividade em alta e com tendência de forte crescimento nos próximos anos. Copa do mundo e olimpíadas movimentará fortemente o setor nos próximos anos.

Ainda podemos classificar empresas quanto ao faturamento bruto obtido por elas.

As microempresas são aquelas com faturamento anual bruto de até 240 mil reais. As EPP (empresas de pequeno porte) possuem faturamento acima do valor anterior e de até 2 milhões e 400 mil reais. Acima deste valor a empresa é classificada como de médio ou grande porte.

Dois terços dos empregos no Brasil são gerados pelas micro e pequenas empresas.

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva

Adicionar comentário