19 de abril de 2019

Como controlar finanças utilizando uma planilha financeira

5 dicas sensacionais para fazer uma planilha financeira Como controlar finanças utilizando uma planilha financeira

O planejamento financeiro não é apenas uma necessidade de empresas para manter as contas equilibradas, as pessoas precisam saber se programar, controlar seus salários e estabelecer metas para não gastar mais do que ganham e, ainda, reservar uma quantia para realizar um sonho ou algo pretendido.

São inúmeras as planilhas financeiras disponibilizadas na internet, as opções variam desde simples modelos – com o mínimo de campos possíveis – até aquelas mais complexas – com gráficos e análises. Contudo, nem sempre tais modelos são de fácil compreensão e preenchimento, o que acaba impossibilitando que algumas pessoas possam utilizar planilhas para gerir suas finanças.

Pensando nisso, elaboramos 5 dicas sensacionais para controlar suas finanças utilizando uma planilha financeira. Fique de olho!

Insira todas as informações necessárias

O primeiro passo é saber exatamente de onde vêm os ganhos. Salários, comissões, renda fixa, aplicações, trabalhos extra, e todas as formas de recebimento devem ser inseridas na planilha.

Depois de levantar as receitas e registrá-las é preciso que faça o mesmo com as despesas e gastos, como aluguel, contas de energia e água, financiamentos e empréstimos, prestações diversas e demais dívidas que devem fazer parte do seu planejamento.

Vale destacar que pequenos gastos do dia a dia devem ser registrados, desde um simples cafezinho na padaria até uma ida ao cinema ou restaurante. Pequenas despesas, quando somadas, podem ter um valor significativo no seu orçamento.

Categorize os registros

De nada adianta manter todos os ganhos e gastos registrados se você não mantém uma padronização e categorização das contas. Ou seja, o princípio básico para montar uma planilha financeira é que todos os itens sejam registrados em uma ordem fácil de analisar.

Por isso, separe os ganhos e gastos em categorias. Comece pelas despesas fixas, como moradia (aluguel, etc), transporte (estacionamento), mensalidades (faculdade, cursos acadêmicos, TV a Cabo, etc). Na sequência, registre as despesas variáveis, para facilitar utilize as mesmas categorias das despesas fixas: moradia (contas de telefone, luz e água), transporte (gasolina), refeição (restaurante, supermercado), e outros itens que fazem parte da sua rotina e devem compor a planilha financeira.

A ideia ao elaborar uma planilha financeira é tornar as informações mais claras e objetivas possíveis, de forma a conhecer como você gasta ou aplica seu dinheiro para ter rendimentos no final do mês.

Mantenha os registros atualizados

Muitas pessoas acabam caindo na “neura” de preencher a planilha financeira a todo instante. Mas não é preciso se torturar! O ideal é que o preenchimento seja algo rotineiro. Ou seja, a cada gasto anote no seu celular ou num bloquinho de papel e, posteriormente, passe as informações para a planilha, seja no fim da noite ou nos fins de semana.

O princípio de manter uma planilha financeira é compreender quais são suas prioridades e quais são seus gastos supérfluos, aqueles que podem ser cortados. Por isso, transfira as informações coletadas durante o dia ou semana em momentos livres e analise com calma cada item, de forma que possa identificar o que pode ser evitado sem limitar sua qualidade de vida.

Realize análises periódicas

Se você realmente for disciplinado e manter o preenchimento da sua planilha financeira por um bom período, poderá identificar a evolução dos seus gastos em todas as categorias no decorrer do tempo. Isso lhe dará suporte para tomar uma decisão de cortar ou mesmo reduzir uma despesa considerada supérflua.

Além disso, uma boa análise possibilita identificar se já é possível começar a separar uma certa reserva, o que viabiliza realizar aplicações rentáveis ou mesmo guardar mensalmente uma parte dos rendimentos para realizar um sonho desejado.

Não sabe criar ou utilizar uma planilha?

Um sistema de controle online possibilita fazer as mesmas coisas que uma planilha, porém sem a necessidade de ter conhecimento ou trabalho na criação da planilha. Além disto a maioria deles dispõe de apps que permitem registrar tudo a partir do seu celular. Se este for o seu caso realize uma busca no Google pelo termo “controle financeiro” que você irá encontrar diversas opções.

Gostou do nosso post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas atualizações!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário