16 de dezembro de 2017

Como reduzir gastos desnecessários

Como reduzir gastos desnecessários Como reduzir gastos desnecessáriosComprar pode ser uma satisfação para muitos, mas também pode sinalizar um problema para quem gasta dinheiro com desatenção ou como uma válvula de escape. Uma pesquisa feita pelo SPC aponta para problemas emocionais, como carência e ansiedade, que influenciaram as pessoas na hora de gastar dinheiro. Na mesma pesquisa, o SPC também revelou que hoje 57 milhões de brasileiros têm, pelo menos, uma conta vencida há mais de 90 dias.

Existem várias formas de acabar com as dívidas, mas saiba que ganhar na loteria ou receber uma herança, nem sempre será a solução completa do seu problema. A única forma de sair das dívidas e até mesmo de não fazê-las é gastar menos do você ganha e uma das formas de fazer isto é reduzir todos aqueles gastos desnecessários.

Como reduzir gastos desnecessários

A dica maior é realizar um simples reflexão antes de realizar qualquer compra, questionando-se sobre tudo aquilo que poderia ser eliminado, sem causar problemas ou grandes mudanças para a sua qualidade de vida. Gastos desnecessários são os maiores inimigos do bolso e acabam prejudicando o poder de pagamento daquilo que realmente importa, como plano de saúde, alimentação, lazer, medicamentos, entre outras necessidades básicas. Porém, com pequenas mudanças de hábito você pode fazer grandes economias. Veja algumas alternativas:

No celular

O custo das ligações por celular não é nada baixo. Portanto, comece dosando o tempo que você gasta nestas chamadas e lembre-se: os telefones fixos ainda existem e têm ligações mais em conta, quando feitas para outro fixo. Tenha atenção também para o uso da internet no celular e prefira fazer isso utilizando redes Wi-Fi disponíveis.

O uso de pré-pago ou de plano controle também pode ser uma solução. Porém, é preciso que você realmente controle as ligações, uma vez que as chamadas nesses planos normalmente são mais caras do que as feitas com planos de conta.

Na conta de água

Para economizar água, fique de olho nos banhos, no uso de pias e tanques e verifique a existência de possíveis vazamentos. Você pode também fazer a captação da água de chuva e reaproveitar a água de banhos e de lavação de roupa para limpeza de quintal ou de vasos sanitários, por exemplo. Evite lavar calçadas, varandas, faça isto somente quando for necessário.

Na conta de luz

O gasto com a conta de luz pode ser reduzido pelo uso de equipamentos e lâmpadas mais eficientes, como as de LED, e pela eliminação de desperdícios gerados por equipamentos e iluminação ligados sem necessidade. Atenção para os aparelhos que ficam stand by. Nesta condição eles continuam consumindo energia.

No comércio

Antecipar as compras para épocas bem anteriores às datas especiais, como o Natal, Dia dos Pais, Dia das Mães etc., permite encontrar produtos com preços bem mais baixos.

O uso correto do cartão de crédito pode ser uma excelente forma de controlar as despesas, uma vez que mensalmente você recebe um extrato detalhado de tudo o que foi comprado. Porém, só faça isso se você tiver controle e a certeza de que terá o dinheiro para pagar toda a fatura no vencimento. O crédito rotativo é um suicídio para as finanças!

Sempre prefira pagar a vista, evitando ao máximo as compras a prazo. Assim, você evita juros que são embutidos nas parcelas e ainda pode negociar um bom desconto.

Compre quantidades maiores dos produtos e aproveite promoções. Produtos em grande quantidade normalmente têm preço mais baixo e, por um bom tempo, você ainda evita as correções de preço provocadas pela inflação.

Na alimentação

Sempre que possível, leve a comida de casa para o trabalho ou para a escola. Comer fora é muito caro. Também, procure experimentar marcas mais baratas. Muitas delas têm tanta qualidade quanto os produtos de marcas consagradas.

Para finalizar, uma outra grande dica é usar um sistema de controle financeiro, como o Meu Dinheiro, por exemplo, que te permite organizar gastos, contas a pagar e a receber — seja para a sua vida pessoal ou para a sua empresa.

E então, que tal tomar essas atitudes daqui para a frente? Você ficou com dúvida sobre como gastar menos ou também tem alguma dica para compartilhar? Deixe aqui o seu comentário!

Confira também:

10 gastos desnecessários que você deveria evitar

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário