19 de junho de 2019

Comprar à vista ou parcelado: o que vale mais a pena?

É preciso levar vários fatores em consideração na hora de decidir o que é melhor: realizar o pagamento de certa compra à vista ou usar o cartão de crédito para quitar o débito em várias vezes nos meses futuros. Além da situação financeira de momento da pessoa, deve-se ainda avaliar bem as vantagens que cada opção de pagamento oferece. Portanto, descubra algumas dicas que te ajudarão a decidir como pagar suas compras daqui para frente!

Comprar à vista ou parcelado o que vale mais a pena Comprar à vista ou parcelado: o que vale mais a pena?

Quando é válido comprar à vista

Se você tem dinheiro guardado e pode adquirir um produto ou serviço cobrindo o valor anunciado de uma vez, pode ser bastante interessante pagar à vista. Neste caso, você deve pedir ou aproveitar os descontos oferecidos pelas lojas. É importante, porém, que você traga uma sobra de capital, ou seja, que possua uma reserva financeira para quitar as despesas do dia a dia com folga. Não é prudente gastar todas as reservas financeiras para comprar algo e ficar despreparado diante da possibilidade de lidar com despesas inesperadas.

Para o pagamento à vista, um desconto superior a 0,5% já se torna bem proveitoso, visto que a poupança tem rendido mais ou menos isso por mês. Se o lojista ou o prestador de serviços se mantiver irredutível quanto aos descontos, conservando preços iguais para o pagamento parcelado ou à vista, vale mais apena pagar em parcelas, uma vez que você pode guardar todo o dinheiro em um investimento como a poupança ou tesouro direto, de forma que o rendimento obtido durantes o período de parcelamento, possa representar uma variação positiva na sua carteira. Mas lembre-se de evitar parcelamentos em período superior a 12 meses, afinal de contas o futuro é sempre algo bastante imprevisível.

Quando é válido comprar parcelado

Se você não possui recursos pessoais guardados ou o capital suficiente para comprar um bem ou adquirir certo serviço, a única alternativa é comprar de forma parcelada. Há, porém, aspectos para se prestar atenção: deve-se pensar muito sobre o tamanho das parcelas que serão assumidas para que elas não pesem muito no orçamento doméstico de cada mês. Além disso, nunca deixe de quitar a fatura do cartão de crédito, para não ter que lidar com juros incidentes na fatura do mês seguinte, criando uma bola de neve. Por isso, é importante pensar na sua compra antes de concretizá-la, pois você pode parcelar a aquisição, mas nunca deve parcelar a fatura do cartão de crédito.

O que fazer para levar vantagem

Você pode ter tido o costume de achar desnecessário planejar-se para fazer compras. Porém, levar vantagem nessas situações exige mesmo organização e planejamento. Com boas pesquisas de comparação de preços e possibilidades de pagamento, você será capaz de identificar quais as melhores oportunidades de compra. E lembre-se de nunca gastar mais do que você recebe!

Cada pessoa tem uma postura singular diante de suas finanças pessoais. Muitas vezes, o estilo tem a ver com a maneira como aprendeu a controlar seu dinheiro na família ou com as próprias experiências de apertos e sucessos. Independentemente da forma como você prefere pagar as contas, se à vista ou a prazo, o que nunca pode acontecer é você perder de vista o seu controle financeiro. Nisso, o Meu Dinheiro poderá ajudá-lo. Você já conhece esse sistema? Saiba mais a respeito clicando aqui. E agora conte para nós: como você tem realizado seus pagamentos? Você tem alguma dica para compartilhar? Deixe o seu comentário!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário