23 de maio de 2019

Dicas de empreendedorismo: 5 cuidados sobre finanças

dicas de empreendedorismo Dicas de empreendedorismo: 5 cuidados sobre finanças

Quando um negócio sai do papel, os clientes começam a aparecer, os produtos e serviços são apreciados e o trabalho ganha divulgação, mal sabe o empreendedor que esse é apenas o começo de uma longa jornada. Ele entenderá, algumas vezes na prática, que as finanças da empresa tomarão mais tempo que o imaginado e que essa deverá ser uma área para observar bem de perto.

Para que você saiba planejar bem as suas finanças e garantir o sucesso da sua empresa, as dicas de empreendedorismo a seguir serão fundamentais! Confira!

Elabore um plano de negócios

A condução financeira de uma empresa deve partir do mesmo lugar de onde surgem os empreendimentos: das ideias. Coloque planos, metas, receitas, despesas e tudo o que for referente às finanças no papel. Siga cada passo com rigor e você trilhará o caminho do sucesso.

Com planejamento é possível antever determinados problemas e promover soluções que irão se adequar à necessidade de cada um deles. Sem isso, o gestor aprenderá da pior maneira que uma má administração financeira consome não só tempo como dinheiro.

Cada conta no seu quadrado

Nunca misture contas pessoais com contas da empresa. Caso seja necessário usar o seu dinheiro para pagar dívidas da empresa, tenha em mente que você estará realizando um empréstimo a ela. Pegar dinheiro da empresa para pagar contas particulares, por sua vez, é uso indevido do patrimônio do empreendimento.

Esses valores não devem ser misturados. É de extrema importância que o gestor saiba que a empresa temvida própria e o dinheiro que ela possui é para as necessidades dela mesma: arcar com as contas do dia a dia, gerenciar imprevistos e, principalmente, crescer.

Fique de olho no fluxo de caixa

Toda empresa deve analisar os processos que envolvem entrada e saída de dinheiro do caixa. O fluxo de caixa é um poderosíssimo instrumento de controle, que informa ao empresário toda a movimentação de capital do negócio em um determinado período de tempo. Ele tem como objetivo organizar os gastos da empresa, com tetos orçamentários e variáveis sazonais, para garantir uma administração mais segura e embasar cada aplicação ou resgate de valores.

Para ser eficaz, é essencial que o relatório de fluxo de caixa seja periódico. Diário, semanal, quinzenal ou mensal: isso vai depender das necessidades da empresa. Só não permita que esse período se estenda por mais de três meses ou você corre o risco de perder informações em meio ao montante de dados.

A importância do fundo de reserva

Como o próprio nome dá a entender, fundo de reserva é uma espécie de poupança. Ela é usada para cobrir despesas urgentes e inesperadas e, embora nem todas as empresas apostem nessa estratégia, já é comprovado o quanto ela pode ajudar a salvar e a reerguer um negócio.

Não existe um valor fixo ou obrigatório para investir em um fundo de reservas. Cada empresa dever analisar custos, tributos e impostos para decidir sobre o quanto vai precisar poupar para as emergências. Um dos métodos mais eficazes para investir os primeiros valores em um fundo de reservas é reduzir despesas em algumas áreas da empresa para aplicar o montante economizado.

Pratique valores justos para todos

Ser um empreendedor significa ter muita disposição para enfrentar a concorrência já estabelecida, a exigência dos consumidores e todos os desafios de manter o negócio de pé. Ter cuidado com os custos de um empreendimento é, portanto, vital para a saúde financeira do mesmo. Para começar, reveja o quanto você está gastando com os seus fornecedores e sempre negocie valores melhores.

Isso fortalecerá a relação entre vocês e favorecerá todas as partes envolvidas. Com custos menores você conseguirá praticar preços justos para os consumidores (e provavelmente atrair novos clientes constantemente, com isso).

E então, o que achou? Essas dicas de empreendedorismo servem para orientar suas ações e dar tranquilidade à hora da tomada de decisões. Tem algum outro truque para manter as contas em dia? Comente abaixo e deixe sua opinião!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário