15 de julho de 2019

Dicas para controlar seu fluxo de caixa

fluxo de caixa Dicas para controlar seu fluxo de caixaControlar o fluxo de caixa é essencial não só para o crescimento, mas para a própria sobrevivência das empresas, independentemente do porte e área de atuação. Gerenciar contas a pagar e a receber, investir em planejamento financeiro e acompanhar todas as movimentações das finanças da companhia ajuda a aprender com os erros passados e ter mais segurança no futuro. Confira algumas dicas que vão te ajudar a controlar seu fluxo de caixa:

Defina qual será o período de controle do fluxo de caixa

O primeiro passo para planejar seu fluxo de caixa é escolher um período para controlar. É possível fazer o controle semanalmente, mensalmente ou até mesmo anualmente. O ideal é fazer a previsão dos próximos 12 meses para ter uma visão macro das finanças da companhia. Depois de definir o período de controle do fluxo de caixa, junte todos os saldos da empresa no momento. Vale tudo: contas bancárias, cofre corporativo e até mesmo a caixinha administrativa. Anote o valor e use como ponto de partida do fluxo de caixa da organização.

Registre e categorize todas as movimentações financeiras da empresa

Independentemente do valor, é essencial fazer o registro de qualquer movimentação financeira da empresa, tanto de entrada quanto de saída de dinheiro. Ao adotar esta medida, você descobre quais são seus principais gastos e qual é o valor total das pequenas despesas corporativas. Assim, você identifica as principais fontes de desperdício de dinheiro no dia a dia. Separe tudo em categorias diferentes para conseguir identificar as principais rendas e despesas e de onde eles vêm.

Insira e analise suas contas a pagar e a receber

Para controlar o fluxo de caixa, é importante saber todas as contas que a empresa tem que pagar para os fornecedores e o que ela tem para receber dos seus clientes. Assim é possível planejar o que vem pela frente. Não esqueça, inclusive, de prever pagamentos e recebimentos que foram parcelados.

Analise diariamente o fluxo de caixa

Mesmo que o planejamento do fluxo de caixa seja feito para os próximos 12 meses, é importante acompanhar diariamente a movimentação das finanças da empresa para evitar ser pego de surpresas por pagamentos que devem ser feitos. Muitos empresários fazem uma venda e fazem o registro no fluxo de caixa, no entanto é essencial ter atenção para só inserir o valor quando efetivamente o tiver recebido. Vendas a prazo, por exemplo, não devem ser colocadas no fluxo de caixa e sim como forma de previsões.

Não se esqueça de analisar o capital de giro

O capital de giro ocupa papel de destaque no fluxo de caixa. Por meio dele é possível saber se você teve o retorno desejado em relação à venda de seus produtos e serviços. Ao analisar seu capital de giro você tem uma ideia se precisa cobrar mais pelo que sua empresa oferece ou se deve focar em clientes que dão mais retorno financeiro. Tenha em mente que todos as informações usadas para o fluxo de caixa devem corresponder exatamente à realidade da empresa e do mercado.

Com estas dicas, controlar seu fluxo de caixa ficará muito mais fácil. Um sistema financeiro como o Meu Dinheiro pode ajudar muito nesta tarefa. Não deixe de conhecer e, se você ficar com alguma dúvida, escreva para nós através dos comentários!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário