14 de novembro de 2018

Gastou além da conta nas férias? Veja como manter seu saldo no azul

5 dicas para comecar o ano colocando as contas em dia Gastou além da conta nas férias? Veja como manter seu saldo no azul

Oferecido por: NET Ribeirão Preto

Sair de férias é muito bom, disso ninguém duvida. Mas chega o momento de voltar para casa e encarar as contas e dívidas que as férias não levaram. E o pior, durante a viagem você aproveitou, se divertiu, encheu a barriga, mas esvaziou o bolso. E agora?

É mais comum do que se imagina exagerar nos gastos durante as férias. A maioria das pessoas gastam mais do que podem em viagens e no período de descanso. Por isso, selecionamos algumas dicas que podem te ajudar na hora de voltar para casa e enfrentar as temíveis contas do início do ano.

A primeira recomendação para que a situação não fuja do seu controle é fazer um levantamento detalhado de todas as contas a pagar nos dois meses seguintes. Comece pelas prioridades e pelo que é essencial para a família. Em seguida, faça as contas do rendimento mensal exato da casa, a fim de levantar o valor disponível para pagar essas despesas.

Outra recomendação é dar prioridade para as contas que tenham juros maiores, como o cartão de crédito e o cheque especial, por exemplo. Também priorize as despesas periódicas, como contas de gás, luz e telefone. Evite o corte desses serviços.

Insira no orçamento as despesas comuns de início de ano, como IPTU, IPVA e seguro (para quem tem carro), além de matrícula, material e uniforme escolar. Uma boa dica é fazer uma planilha financeira com todos esses gastos e o rendimento que servirá para quitar os débitos. Se precisar de ajuda com a planilha, você pode consultar alguns sites, como o BankFacil, que te auxilia a manusear e elaborar o plano de gastos, além de ajudar a fazer as contas.

Se mesmo assim o orçamento não fechar, considere a hipótese de fazer um empréstimo com juros mais baixos, como o consignado, para cobrir o buraco das dívidas. Nesse caso, fique atento para não assumir parcelas que não cabem no orçamento e quanto mais cedo puder quitar o financiamento, melhor.

Por fim, evite compras que tragam ao rendimento familiar um sacrifício muito grande e, para evitar que sua conta fique no vermelho, faça um planejamento de gastos nas próximas férias.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário