20 de março de 2019

Gestão Financeira: o que não pode faltar?

gestao financeira o que nao pode faltar e1545236687558 Gestão Financeira: o que não pode faltar?

Oito passos para gerir sua empresa de forma eficiente

De maneira analítica, podemos definir a gestão financeira como o coração de uma empresa. Ela que bombeará todo o planejamento e recursos para os mais variadores setores organizacionais, permitindo que tudo possa fluir de maneira orgânica e concreta. Mas, para que uma gestão financeira seja bem executada, é preciso ficar atento a alguns pontos.

Conhecer e aprimorar as finanças da sua empresa é fator decisivo no sucesso – pois, como aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase metade dos negócios são encerrados antes de completar três anos. Para fugir disso, trazemos um artigo que mostrará o que não pode faltar na gestão financeira.

Planejamento

Um dos itens indispensáveis a gestão financeira empresarial é o planejamento. Através dele é possível ver o andamento da empresa em virtude de vários dados, indicadores e procedimentos realizados internamente, possibilitando que os recursos possam ser alocados de forma correta.

Fluxo de caixa

O controle de entradas e saídas faz parte do planejamento e, consequentemente, da gestão financeira. Entender de onde vem e para onde vai o dinheiro é imprescindível para fechar no azul e não ter problemas posteriores no setor contábil.

Ferramentas de gestão

Muitas empresas não apostam em softwares, programas e aplicativos que facilitam o trabalho de gerir financeiramente a empresa. Com a tecnologia atual é possível ter inúmeras ferramentas no smartphone ou computador, com acesso remoto, permitindo o acompanhamento de tudo relacionado as finanças.

Comunicação

Comunicação interna empresarial e gestão financeira são indissociáveis. É através da conversa e diálogo franco com setores que se minimizam os erros e se enxuga as despesas que não fazem parte do cronograma financeiro. Um bom gestor sabe se comunicar efetivamente com todos os departamentos.

Preço do produto e/ou serviço

É indispensável para a gestão financeira saber o melhor preço a vender seu produto e/ou serviço, olhando para fatores como os valores praticados pelo mercado, a quantidade de itens em estoque, a sazonalidade, o ponto de equilíbrio (quanto é necessário vender para igualar despesas e receitas), entre outros. Sem uma definição de preço, fica difícil gerir financeiramente a empresa.

Disciplina

Pagamentos em dia, reuniões semanais com os profissionais da empresa, atenção ao horário com fornecedores e clientes são alguns requisitos básicos de uma boa gestão financeira. Quando há disciplina, o processo não sai da estratégia traçada e fica muito difícil ter complicações no balanço empresarial.

Análises periódicas

Olhar para os indicadores de forma periódica e preestabelecida – de forma mensal, por exemplo – são procedimentos inatos a uma gestão financeira eficiente. Quando se analisa os dados, mês a mês, semana a semana, ou outro período consolidado, fica mais fácil fazer comparações e traçar o planejamento.

Bons profissionais

Mesmo você sendo o dono do negócio, ter bons profissionais trabalhando em todos os setores, mas principalmente no contábil, administrativo e financeiro é primordial para que a gestão financeira seja consolidada. Procure pessoas de confiança e com experiência, que te mantenham atualizado sobre a saúde das finanças internas.

Continue acompanhando nossos artigos e tenha dicas exclusivas sobre finanças empresariais, pessoais, investimentos e muito mais.

Precisando de um gerenciador financeiro empresarial? Clique aqui e acesse agora!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário