23 de maio de 2019

Vilões da saúde financeira: conheça-os.

saiba quais sao os inimigos de uma boa gestao financeira e1545847868390 Vilões da saúde financeira: conheça os.

Entenda os principais problemas ao gerir as finanças empresariais.

Quem é empresário sabe: o sucesso de uma empresa passa por uma boa gestão financeira. É através dela que há a possibilidade de entender todos os indicadores, investindo no que potencialmente pode crescer e cortando gastos onde não está dando certo. Por isso, gerir financeiramente uma empresa vem se tornando indispensável nos dias atuais.

Mesmo assim há inimigos de uma boa gestão financeira que podem arruinar empresas promissoras e até mesmo as consolidadas. Confira quais são os vilões que impedem os empreendimentos de gerir de forma eficaz suas finanças.

Falta de planejamento

O planejamento é indispensável em qualquer setor da nossa vida e na empresa isto é ainda mais claro. Quando não há um planejamento efetivo, com todos os dados consolidados – entradas, saídas, controle de estoque, gestão de funcionários, estrutura física, entre outros – fica difícil de saber onde a ‘torneira do dinheiro’ está aberta.

Planejar-se é acabar com o inimigo antes mesmo de ele aparecer. A gestão financeira – e atente-se bem a este ponto – simplesmente não existe se não houver planejamento. Desta forma, para evitar problemas, tenha um planejamento financeiro consolidado e um bom fluxo de caixa.

Misturar contas pessoas x empresariais

Este é um inimigo muito comum de uma boa gestão financeira. Quando você não separa as contas pessoais das empresariais irá acabar misturando tudo e não conseguirá saber efetivamente qual rumo sua empresa está tomando – muitas vezes há uma projeção irreal dos ganhos devido ao aporte de dinheiro do próprio empresário no empreendimento.

Em outro artigo deste blog já falamos sobre a importância de separar o controle financeiro empresarial do pessoal, justamente por sua ação totalmente contrária a uma boa gestão financeira. Fuja deste inimigo e separe suas contas de acordo com a Pessoa Física (você) e a Pessoa Jurídica (empresa). Algumas empresas de controle financeiro online conseguem entregar a solução empresarial e pessoal no mesmo sistema, o que facilita a vida do gestor.

Ignorar pequenos gastos

– Por que anotar a compra de materiais de escritório, como canetas?

– O café precisa estar na planilha de gastos?

– Não precisa anotar a quilometragem, é só encher o tanque depois.

Olhe para os três exemplos acima. O que eles têm em comum? Gastos que, por menores que sejam, influem na gestão financeira da empresa. Ignorá-los é abrir brechas para que futuramente outras despesas passem em branco, trazendo problemas para a contabilidade.

Isto sem contar que as contas não fecham – de pouco em pouco, a caneta, o café e o combustível vão se acumulando e podem trazer um buraco que o controle financeiro não dará jeito de explicar de onde vem. Fuja desse inimigo: todos os gastos, sem exceção, deverão estar presentes para quem busca uma boa gestão financeira.

Contrair muitos empréstimos

Sabe aquele vilão que, fase após fase no videogame, você precisa derrotar para ‘zerar’ o jogo? Então, se você derrotou todos os inimigos, chegou a hora de ganhar do ‘chefão’: os empréstimos. O perfil médio do empreendedor brasileiro mostra que muitos pegam dinheiro emprestado com juros exorbitantes para fechar no azul ou fazer investimentos a médio e longo prazo.

Não cometa esse erro: empréstimos podem contribuir para o crescimento da sua empresa desde que haja a possibilidade de pagar, em um tempo razoável e que ofereçam condições especiais de juros. Os empréstimos corriqueiros estão entre os principais fatores da ruína e falência de empresas no país, porque vai direto no coração de uma boa gestão financeira.

Conhecendo mais sobre o tema, que tal acompanhar outros conteúdos feitos para você, empresário, que quer crescer ainda mais? Confira outros artigos!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário