25 de junho de 2019

Minha experiência ao pensar em financiar um imóvel na planta.

aberto mão 150x150 Minha experiência ao pensar em financiar um imóvel na planta.Há exatos 19 dias fui visitar uma casa e um apartamento decorado de um novo empreendimento imobiliário. Um condomínio fechado com 5 prédios de 12 andares e mais diversas casas que irão ser construídas.

Não tenho intenção alguma de morar no local, pensava em financiar uma casa ou apartamento de forma a vender o imóvel depois de pronto e valorizado. Os imóveis tem promessa de serem entregues em abril de 2013.

As propagandas eram bem chamativas e aparentemente o negócio era bom.

Como uma possível alternativa aos meus investimentos fui conhecer o local e avaliar todas as possibilidades.

A propaganda dizia parcelas mensais de um salário mínimo até a entrega das chaves. Pensei comigo: É um bom negócio, vou conhecer.

Pura enrolação…

As parcelas mensais eram realmente de um salário até a entrega das chaves, só não haviam anunciado que seriam necessárias mais 4 parcelas, duas em 2011 e outras duas em 2012 de R$ 4.800,00 cada uma delas. Também não falaram que existia uma taxa a ser paga de imediato no valor de R$ 2.098,00 e muito menos anunciaram que na entrega das chaves haveria mais uma parcela de R$ 11.700,00. Ah, ainda esqueci mais uma parcela adicional de R$ 1.000,00 a ser paga em novembro de 2013, esta eu nem lembro o porquê dela.

O valor total da casa é R$ 238.500,00. A casa terá 80 metros quadrados num terreno de 200 metros quadrados.

Depois de todas as parcelas que citei ainda restará para ser financiado o valor de R$ 189.800,00.

Eles não possuem financiamento próprio, eu teria que procurar meus próprios meios.

Até aí tudo bem, não quero entrar no mérito da propaganda, mesmo achando-a totalmente enganosa. O que quero falar é dos cuidados que devemos tomar ao optarmos pelo financiamento de um imóvel. Cuidado:

O imóvel decorado é sempre lindo, acabamento de primeira, produtos classe A e tudo muito bem pensando. Você irá gastar aproximadamente 40% do valor do imóvel para decorá-lo daquele jeito;

Os vendedores sempre querem te empurrar um ótimo negócio. A que me atendeu falou que havia poucas unidades da casa que eu me interessei e que a tabela teria ajuste de 8% a partir da próxima segunda-feira (era sábado). Ninguém em sã consciência decide a compra de um bem de valor tão alto em alguns minutos. Vá para casa, pense, repense, converse com amigos, pessoas mais experientes, faça os cálculos, refaça-os e aí sim decida;

Se você vai morar no local, você pode até ser emocional e pagar a mais por um valor pessoal. Por exemplo, o imóvel estar localizado no bairro que você sempre sonhou em morar. Mas se você estiver pensando em comprar com a intenção de investir, seja racional e descubra o valor do metro quadrado construído e compare com o valor dos demais imóveis já prontos construídos na cidade;

Solidez da empresa que irá construir o imóvel. Se eles falirem durante a obra você corre grande risco de perder  todo o dinheiro;

Imóveis menores são mais fáceis de vender e de alugar, fora a rentabilidade obtida que costuma ser bem maior que grandes empreendimentos e;

Cuidado com as taxas do financiamento, valores acima de 10% ao ano são inaceitáveis.

Gente. Ficam aqui algumas dicas e minha experiência particular neste imóvel que fui visitar. Não preciso nem dizer que não comprei né!? Mas, para quem ficou na dúvida, deixo claro: Não Comprei.

Bom final de semana!

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
27 Comentários

Adicionar comentário