25 de junho de 2019

Não pensa, invista!

Sempre que paro para conversar com alguém sobre investimentos ouço a mesma coisa. Não sobra. Então como investir?

Investir é atitude, é decisão. Sobrar nunca sobra mesmo.

O valor destinado a investir deve ser reservado no mesmo dia que você recebe seu salário. Mesmo que o valor seja pequeno, a criação do hábito de poupar é até mais importante que o valor a ser poupado. Alguns falam que o valor seria tão pouco que não compensaria. Tal frase me faz lembrar uma passagem bíblica que diz que quem é fiel no pouco também será fiel no muito. Por isso da importância de se criar o hábito poupador. Se hoje você ganha pouco e reserva 10% dos rendimentos, quando você passar a ganhar mais continuará sendo fiel e continuará a reservar 10%.

economia1 300x212 Não pensa, invista!

O primeiro conselho que dou a quem vai começar a jornada de economias e investimentos é saber o quanto recebe e aonde é gasto este dinheiro. Muitas pessoas realmente não sabem quanto ganham e ainda confundem o limite de crédito do cheque especial em conta corrente como uma continuidade da renda. É “especial” apenas para a instituição bancária, para o cliente os juros são exorbitantes. A melhor maneira de manter suas receitas e despesas sobre controle é anotando tudo. Anote as receitas e subtraia as despesas. De preferência separe as despesas por grupos: alimentação, transportes, educação…

A ferramenta usada é o que menos importa. Pode ser uma planilha eletrônica, um software financeiro ou mesmo o velho caderno e caneta.

Agora cuidado, muito cuidado. Não deixe o hábito de economizar se transformar em um vício. Destine o valor a ser economizado, seja ele fixo ou uma porcentagem das receitas e pronto. Gaste o restante. Não comece a criar paranoias na cabeça e querer economizar em tudo para investir. Tal atitude é tão ruim quanto não poupar.

Outra coisa que é legal é a economia para planos específicos. Uma viagem, a troca do automóvel, a reforma da casa, um curso no exterior e até mesmo um período sabático.

A economia com base em metas de consumo é bastante eficiente.

Um último conselho, e este vai para o investidor já não tão iniciante, é: sua vida não é home broker e relatórios financeiros. Se isso lhe proporcionar prazer, ótimo, mas se está prejudicando sua vida social, profissional e familiar é hora de parar. Na minha humilde opinião, horas e horas de analise para ter ganhos de 0,5% a mais não valem a pena. Este é o grande erro, em minha opinião, que cometeu Warren Buffett. Quem leu sua biografia autorizada percebeu o quanto ele abdicou da família para ficar lendo e relendo relatórios financeiros. Loucura.

A vida é curta. Devemos controlar nossas finanças e investir algum dinheiro acreditando na mágica dos juros compostos para continuarmos a ser felizes. Abdicar da felicidade hoje para ser feliz com mais dinheiro amanhã é burrice, é trocar 6 por meia-dúzia.

Pense nisso, boa semana!

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
4 Comentários

Adicionar comentário