25 de junho de 2019

No que investir em 2012?

investimento 150x150 No que investir em 2012?Ao final de 2010 escrevi o post com o título: No que investir em 2011? Ele se tornou o mais comentando do blog. Deixo claro que apenas compartilho minha visão econômica, não faço previsão alguma. Quem especula erra, por isto irei errar.

Para 2011 havia apostado numa subida do IBOV o que não aconteceu. Em 2012 aposto numa leve subida do índice, mas só no segundo semestre. O atual momento é propício para entrada, é favorável para aportes visando lucro no médio prazo. Veja bem, investir e não especular. Não adianta ser investidor torcedor. Compre empresas bem fundamentadas, que estão sendo negociadas a preços descontados pelo momento de crise na Europa ou fundos de índices, os ETFs. BOVA, PIBB, SMALL, estas são minhas recomendações para o investidor que tem o tempo a seu favor.

Com a política de incentivo ao consumo do governo federal a taxa SELIC vem sendo reduzida gradativamente, e assim o governo paga menos a quem lhe empresta dinheiro. Os bancos, que seguem o sentido da SELIC para remunerar aplicações em CDBs, também irão pagar menos aos clientes. No Tesouro Direto eu aprecio as LTNs que ainda estão pagando boas taxas. As NTNBs da mesma forma, ainda é possível conseguir uma rentabilidade real de 5% ao ano adquirindo as Notas do Tesouro.

Note que com a estabilidade econômica que o Brasil vem conquistando, ano após ano a remuneração dos títulos de longo prazo vêm perdendo atratividade. Esta é uma tendência natural, quanto mais seguro é um investimento menor remuneração ele oferece.

CDBs atrelados ao CDI não serão bons negócios. A SELIC irá cair e o CDB perderá de uma LTN.

No post de 2011 falei de algumas empresas individuais, apostei na GAFISA e ela despencou mais de 60% no ano. Sam Zell, um dos principais acionados, se desfez de suas ações; o processo teve inicio em 2010.  A incorporação da Tenda em 2008 não foi o bom negócio que apresentava ser. Mas, continuo acreditando no longo prazo da empresa, seu preço está barato e acredito em sua recuperação no médio prazo. A CIELO subiu mais de 50% em 2011, mas continuo não acreditando nela, não há vejo com bons olhos para o longo prazo.

Mas minha recomendação em ações são os ETFs como escrevi acima. Particularmente continuo comprando algumas empresas, mas tenho comprado mais ETFs do que qualquer outro papel.

Eu continuo não investindo em fundos imobiliários, mas recomendo para uma carteira mais diversificada, o ideal seria ter um ETF de fundos imobiliários, mas ele ainda não existe.

Resumindo…

Invista em ações através de fundos ETFs. Do valor aportado em ações eu ficaria com 75% em BOVA ou PIBB, ou mesmo em ambos e 25% em SMALL. Em renda fixa o Tesouro Direto continua sendo minha escolha: LTN e NTNB.

CDBs pré-fixados se bem negociados podem ser bons negócios. Não aceite a primeira oferta. Caso o aporte for alto as LCIs remuneram melhor e não há cobrança de IR. Gosto de manter a reserva de emergência num investimento com liquidez diária, e os CDBs são as melhores escolhas.

Os bancos continuam querendo nos enrolar, fique esperto com eles. Tenha uma conta digital para não gastar com DOC/TED. Antes somente o Banco do Brasil e o Itaú ofereciam a modalidade, recentemente o Bradesco criou sua Conta Digital que assim como os outros dois bancos tem custo zero em transações realizadas via home banking e terminais de atendimento. É questão de tempo para o Santander oferecer a sua também.

Educação

O melhor investimento continua sendo em conhecimento. Cursos e livros sempre o levarão a outro patamar. Mas faça cursos sérios. Estes de operações day trade que prometem ganhos exponenciais é pura lorota. Fuja deles. Se fosse verdade o professor ficaria rico operando e não vendendo cursos.

Também não tenha pressa. O lema devagar e sempre é o melhor deles. Se preocupe mais com a constância e disciplina do que onde investir. Querer acertar o momento (timing) apenas lhe trará frustação, o melhor, como escrevi ano passado, é traçar e seguir a estratégia racionalmente pensada.

Diversifique. A economia é dinâmica e ninguém é capaz de prever o futuro, por isto da importância de diversificar seus investimentos. Esqueça a recomendação de falsos gurus financeiros. Não acredite cegamente em nada que você lê, nem neste post e em nenhum outro. Questione, estude e tenha toda leitura como uma experiência particular de seu escritor.

Agora também saiba separar o jogador manipulador de pessoas sérias. Não é porque alguém errou que ela é picareta e nem porque ela acertou que é honesta. Não há dinheiro fácil, se algum lhe oferecer fórmulas maravilhosas é engodo, caia fora.

Lembre-se também que as corretoras lucram com corretagens, quanto mais você gira sua carteira mais lucro elas tem. Desconfie de recomendações mensais, num mês elas recomendam a compra e no outro a venda, isto é especulação e não investimento.

Leia blogs e siga-os seus autores no Twitter, tem muita gente boa é séria escrevendo.

Bons investimentos e um feliz 2012.

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
20 Comentários

Adicionar comentário