19 de junho de 2019

Poupança: Saiba como funciona o seu rendimento na conta

poupanca saiba como funciona o seu rendimento na conta e1560363233588 Poupança: Saiba como funciona o seu rendimento na conta

A poupança é o investimento mais comum feito pelos brasileiros. Por causa de sua simplicidade e facilidade de acesso, muita gente opta por ela na hora de aplicar seu suado dinheiro. E neste texto nós falaremos como funciona o seu rendimento na conta.

O que é a poupança?

A chamada caderneta de poupança, conhecida na linguagem popular apenas como poupança, é a forma de investimento mais popular do país. Ele é considerado conservador e toda a operação é regida por regras do Governo Federal.

A opção foi criada ainda no século XIX por Dom Pedro II, quando, em 1861, criou a Caixa Econômica Federal. A ideia era dar as pessoas de baixa renda uma opção de aplicação financeira descomplicada.

Como funciona a aplicação?

A simplicidade é um dos fatores que atraem os brasileiros para investir na poupança. Praticamente todos os grandes bancos possuem, hoje em dia, a opção do investimento e por isso não é preciso nem abrir outra conta.

Com a conta corrente aberta, pessoas físicas e jurídicas já podem aplicar um valor na poupança. Não há taxas e tarifas de manutenção e é possível fazer o investimento mesmo se você tiver o nome negativado, por exemplo.

Rendimento

O rendimento da poupança é afetado basicamente por três referências: a taxa básica de juros (Selic),Taxa Referencial (TR) e os juros da poupança.

O cálculo para o rendimento mensal, então, leva em consideração: rendimento de 0,5% dos juros da poupança (em média) + variação da TR (que geralmente é muito pequena). Ao completarem um ano, os rendimentos da poupança tendem a ficar em um pouco mais de 6%, na média dos últimos anos. Por exemplo: se você investir R$ 500, em um ano você terá R$ 530.

A taxa Selic entra na conta também. Quando ela estiver menor ou igual a 8,5%, a caderneta irá render cerca de 70% da meta anual da Selic, que é estipulada pelo Governo. Isso quer dizer que quando o cenário for esse, a remuneração adicional pode variar entre 0% e 0,483%.

As correções monetárias são realizadas no dia em que você fez o depósito. Por exemplo: Se você depositou a primeira vez em 14 de fevereiro, a atualização irá ocorrer em 14 de março.

Vale a pena aplicar meu dinheiro na poupança?

É importante lembrar que a poupança é um investimento conservador e que, na comparação com outros como o Tesouro Direito, rende bem pouco. Contudo, ela é interessante para pessoas com pouco dinheiro guardado ou que querem uma graninha para casos de emergência.

E como o risco é muito baixo, existe uma garantia muito grande que você não perderá dinheiro no processo. Então, na opção de deixar o dinheiro em casa em um cofre, é melhor o deixar rendendo na caderneta de poupança.

Quando retirar a aplicação?

Outra das facilidades da poupança é que o dinheiro pode ser retirado no momento que você quiser. Se não for do seu agrado você pode, inclusive, encerrar a caderneta, sem burocracias e nem dor de cabeça.

Na movimentação mensal os bancos permitem dois saques, duas transferências e dois extratos. Tudo em relação à poupança é descomplicado, o que ajuda muita na vida dos investidores de primeira viagem.

Curtiu o texto? Aproveite e acesse nosso blog para ler muitos outros artigos sobre finanças!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário