19 de junho de 2019

Prestação de Serviço de péssima qualidade!

Agora são 21 horas e 16 minutos de domingo e ainda não consegui acessar a Internet no dia de hoje. Por quê? Porque a merda do meu provedor não funciona.

Eu escrevi outro dia sobre a falta de tato do banco no qual minha mãe é cliente e como a prestação de serviço é um lixo nesse nosso país. Estou cansado com o descaso que sou tratado, da falta de respostas e da enrolação dos atendentes ao ligar reclamando.

No começo do ano também escrevi sobre a minha prestadora de TV paga. Acabei tendo outros problemas com eles que só foi resolvido no PROCON. Se mudei de TV? Não, continuei com eles com um preso bastante amigável. Depois de entrar com uma ação no PROCON, alguém que realmente resolve e sabe conversar me ligou para uma tentativa de solução e chegamos a um acordo.

 Prestação de Serviço de péssima qualidade!

Agora estou me lembrando de outro fato interessante que ocorreu comigo há dois anos. Programei sair de férias no mês que iria rolar os jogos olímpicos, meus planos era assistir tudo de tudo. Dias antes do início dos jogos, sai para comprar uma TV LCD, eu já havia pesquisado o melhor preço e já sabia aonde iria comprá-la. Realmente sai de casa com destino e objetivo definido. Ao chegar à loja fui atendido por uma bela vendedora, infelizmente era somente bela. A TV custava 10 parcelas de 300 reais. Eu entrei na loja, sorri para a vendedora que havia sorrido para mim, lhe disse bom dia e falei que iria levar a TV XYZ. Aí ouvi a frase: O Sr. tem que comprovar renda de pelo menos 900 reais para poder financiar está TV. Isso me deixou nervoso, respondi logo: E quem falou para você que vou financiar a TV? Boas vendas para você, mas prefiro ser atendido por outro vendedor. Dirigi-me a outro vendedor e comprei a TV, à vista.

Ainda me recordo de outro fato interessante, esse de julgamento pela aparência. Eu havia acabado de correr num parque da minha cidade e resolvi passar no supermercado para comprar pão antes de retornar para casa. Eu estava de bermuda, camiseta, e suado; afinal havia corrido. Estava na fila do caixa e a atendente estava com dificuldade de se entender com 3 clientes que falavam apenas inglês. Percebendo a dificuldade dela perguntei, em inglês, para eles se precisavam de ajuda. Meu inglês é sofrível, foi uma conversa rápida e objetiva, onde pude ajudá-los. Ao passar pelo caixa, fui medido de cima a baixo e ouvi a seguinte frase: Você não aparenta ter este conhecimento todo. Aí eu perguntei: Por estar de bermuda, camiseta e suado ou por ser negro? Ela olhou sem graça para mim e falou: Não foi isso que quis dizer, desculpe. Eu apenas sorri afirmativamente.

O Ronaldo, em seu blog, lançou na semana passada a campanha “Melhorando o Serviço Público”. Já aderi à campanha. Só que o problema não é somente no serviço público, a prestação de serviço é ruim no geral.

Devemos exigir melhor atendimento, informação de qualidade e presteza no atendimento. Quando isso não acontecer, procure outra empresa. O ruim é quando não há alternativa, este é meu caso com meu provedor de Internet.  Agora já consegui conectar.

Estamos na segunda-feira e agora são 13 horas e 17 minutos. Boa semana para você.

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
6 Comentários

Adicionar comentário