25 de junho de 2019

Quociente eleitoral

Tiririca 150x150 Quociente eleitoral

Vou explicar rapidamente o que é quociente eleitoral.

Para elegermos os nossos deputados, tanto federais como estaduais, o que vale é o chamado quociente eleitoral, que é a soma dos votos válidos para o cargo no Estado dividido pelo número de vagas neste mesmo Estado.

Vamos a um exemplo, pois exemplos sempre facilitam o entendimento.

Imagine que para Deputado Federal em São Paulo houve 30 milhões de votos válidos – que são a somatória de todos os votos excluindo os brancos e nulos – e que haja 60 vagas para o cargo no Estado. Sendo assim o quociente eleitoral é a divisão de 30 milhões por 60, que dá 500 mil votos.

Agora suponhamos que um dado partido tenha 8 milhões de votos. Dividimos 8 milhões pelo quociente eleitoral de 500 mil e temos 16. 16 candidatos ao qual o partido terá direito a eleger.

O partido ou coligação elegerá os 16 candidatos mais bem votados, não importando o número de votos que cada um deles receba.

Agora, usando dados reais da eleição de ontem, o quociente eleitoral para Deputado Federal em São Paulo foi de 304.533 votos. O palhaço Tiririca recebeu 1.353.820 votos. Com isso, lhe sobrou mais de 1 milhão de votos que foi repassado para outros candidatos de sua coligação. Muitos candidatos foram eleitos mesmo com votação pouco expressiva.

Observação

Gostaria de ter publicado essa pequena nota ontem, mas me faltou tempo para escrevê-la.

Artigos Relacionados:

    None Found

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
2 Comentários

Adicionar comentário