20 de junho de 2019

Saiba como começar a fazer um planejamento financeiro empresarial

planejamento financeiro empresarial Saiba como começar a fazer um planejamento financeiro empresarial

O planejamento financeiro da sua empresa é essencial para que você possa não apenas estabelecer projeções e futuros investimentos, mas também para tomar decisões estratégicas que guiarão os rumos do seu negócio.

Por isso, não importa o tamanho do seu empreendimento. É indispensável que você dê a devida atenção a esse assunto para otimizar o seu trabalho e, consecutivamente, aumentar seu lucro.

Para lhe ajudar nessa missão, preparamos 4 dicas que facilitarão a implementação do seu planejamento e a sua gestão. Confira!

1. Não deixe para amanhã o planejamento financeiro

Ao iniciar um planejamento financeiro do seu empreendimento muita gente acaba optando por deixar para começá-lo paralelo ao ano, isto é, iniciando-o em janeiro.

Com essa resolução, acaba abrindo mão de acompanhar os meses que virão pela frente para iniciar apenas em outro período.

O resultado não poderia ser outro: você abre mão de ter um histórico anual que poderia servir como base para projeções futuras tanto de crescimento quanto de lucro. Por esse motivo, não deixe para amanhã o que você pode começar hoje.

Evite procrastinar com a gestão do seu negócio, pois em um cenário cheio de incertezas como o atual é fundamental estar bem preparado.

2. Registre as movimentações financeiras

Um dos erros mais comuns presente em diferentes negócios é a falta de controle com o fluxo de caixa.

Quando você não dá a devida atenção ao registro diário de todas as suas movimentações financeiras nunca conseguirá saber ao certo quando antecipar pagamentos aos seus fornecedores ou quando evitar aqueles que podem trazer multa e altos encargos.

Por isso, deixe sempre tudo devidamente anotado, dando prioridade às despesas que têm urgências em serem pagas. Além disso, também registre as contas a receber, especialmente se você vende a prazo.

3. Corte gastos excessivos

Toda empresa gera gastos mensais para produzir, vender ou prestar serviços aos seus clientes, isso é de conhecimento comum.

Porém, é importante fazer uma análise profunda sobre o que de fato é despesa indispensável para gerar receita e o que são apenas perdas – proveniente de imprevistos – e custos extras para evitar desperdícios.

Assim, você gera um planejamento financeiro onde o que é supérfluo é cortado e apenas o essencial é mantido, pois realmente é importante para o seu negócio.

4. Considere a ajuda de um consultor

Seja para quem está começando e abrindo seu próprio negócio agora ou quem já está há algum tempo no mercado e possui experiência uma coisa é certa: você pode precisar de ajuda.

E esse auxílio pode ser em diversas áreas da sua empresa, principalmente a financeira. Portanto, não se acanhe ou ache que contar com um consultor é dispensável.

Pois ao contrário do que você pensa, ele pode ser de grande valia para orientação profissional financeira, estratégia de planos e investimentos, controle do fluxo de caixa e contabilidade.

Por meio de um planejamento bem estruturado e conciso você poderá ter um maior controle do seu empreendimento e geri-lo da melhor maneira para que ele cresça e prospere.

Gostou das nossas dicas e tem alguma outra para compartilhar com os demais leitores? Então deixe-a nos comentários!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário