25 de junho de 2019

Salário alto e patrimônio: diferenças e oque realmente importa?

Frequentemente, quando se está conversando sobre dinheiro, o primeiro assunto a ser abordado é perguntar quanto a pessoa ganha por mês. E a percepção geral que se tem é essa: para se estar bem financeiramente é primordial ter um salário alto. Seja em função de um emprego que pague bem ou por outro meio de renda que a pessoa tenha, quase sempre associamos quem é rico a boas remunerações mensais. Saiba que isso não é necessariamente verdade! Neste post vamos mostrar que ter um bom salário nem sempre é sinônimo de riqueza, mostrando que lidar com seu dinheiro de forma consciente é a melhor forma de se atingir a estabilidade financeira. Confira!

pgbl vgbl previdencia privada Salário alto e patrimônio: diferenças e oque realmente importa?

Salário ou patrimônio: qual dos dois realmente importa?

Salário e patrimônio são duas coisas intimamente ligadas e dependentes entre si. Porém, o que se percebe, principalmente entre as pessoas menos educadas financeiramente, é a valorização de um a desatenção com o outro. Numa sociedade em que cada vez mais se percebe o consumo excessivo a curto prazo, muitas vezes as pessoas não se preocupam em construir algo para o longo prazo.

Existe uma ideia de que, quanto mais alto o salário da pessoa for, mas rica ela será e mais ela poderá gastar mensalmente. Porém, isso não é verdade. O que vai importar no final das contas é o patrimônio, o quanto se tem financeiramente e, principalmente, como esse dinheiro é administrado. É claro que ter um salário mensal é fundamental, mas ele será apenas um dos fatores que determinarão o estado da sua vida financeira. De nada adiantará, por exemplo, se uma pessoa ganhar uma fortuna por mês e gastar absolutamente tudo de uma vez, sem nem ao menos poupar uma parte.

Dicas para construir um bom patrimônio

Construir um bom patrimônio ao longo do tempo deve ser a preocupação principal de qualquer pessoa. É possível conseguir isso mesmo ganhando pouco, pois no final das contas não se trata de uma questão só de dinheiro, mas sim de mentalidade e disciplina. Aprenda alguns passos simples para montar seu planejamento e começar:

Gaste apenas com o necessário

Para que sobre mais dinheiro para montar seu patrimônio, é preciso controlar seu orçamento de maneira precisa, eliminando gastos desnecessários. Analise, entre todas despesas que você possui, quais podem ter seu consumo reduzido ou simplesmente dispensado.

Livre-se de dívidas

Assim como o seu nível de consumo deve baixar, é importante quitar todas as dívidas que tiver o mais depressa possível. Os juros altíssimos são nocivos ao seu patrimônio e prejudicarão qualquer planejamento que você decida fazer.

Poupe e invista

Após aliviar seu orçamento, defina uma quantia para poupar do seu salário todo mês. Depois disso, não deixe o seu dinheiro parado na poupança. Avalie as possibilidades de investimento que você tem e aplique essa quantia para render. O recomendável é definir seu perfil e encontrar algum investimento de longo prazo que se encaixe no seu orçamento.

Não dependa de seu salário para sempre!

Entenda que apenas os rendimentos sozinhos não geram riqueza. A construção de um bom patrimônio é um processo com vários fatores, e o salário é um deles. O restante dependerá de hábitos, mentalidade e disciplina. Portanto, se a intenção é atingir a independência financeira, se concentre na construção desse patrimônio. Adote uma postura séria em relação ao seu dinheiro para que, no futuro, sua situação esteja confortável.

Grande abraço!

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário