13 de dezembro de 2018

5 dicas para ensinar educação financeira aos filhos

5 dicas para ensinar educacao financeira aos filhos e1542825919572 5 dicas para ensinar educação financeira aos filhos

O Brasil conta com mais de 60 milhões de pessoas inadimplentes, e num cenário repleto de incertezas e inconstâncias econômicas, é preciso ter uma educação financeira regrada para manter as economias de maneira saudável, prevenindo-se para lidar com as mais diversas e inesperadas crises financeiras, tanto a nível da economia nacional quanto do ambiente familiar.

A grande maioria das escolas do nosso país não possui educação financeira na sua grade, já sendo possível apontar isso como um fator que contribui para o manejo inadequado das finanças em tão grande escala. Portanto, cabe aos pais proporcionarem a devida educação financeira aos filhos, de modo que possam ter uma maior segurança e qualidade de vida em seu futuro.

Para isso, seguem abaixo 5 dicas para ensinar educação financeira aos seus filhos desde já:

1 – Mesada

Dar uma mesada com regularidade é uma boa maneira de fazer o seu filho ter contato direto com a experiência de gerir o dinheiro. Dessa forma ele aprenderá a poupar para obter coisas maiores, e a dosar ao comprar qualquer coisa. A mesada deve ser condizente com a idade do seu filho, de modo que ele comece com pequenas quantias em frequência semanal e você possa ir aumentando a quantia de forma mais espaçada ao passo que ele começa a dominar e controlar as finanças.

2 – Recompensa

Você pode designar pequenas tarefas domésticas para seus filhos em troca de uma pequena recompensa em dinheiro. Dessa forma, seus filhos vão entender o valor de seu trabalho e pensar no esforço empregado por trás do seu dinheiro.

3 – Ensinando a administrar

É essencial proporcionar um bom aconselhamento às crianças assim que elas tenham o dinheiro na mão, pois é bem provável que gastem de maneira impulsiva no começo. Por isso é importante que os pais conversem sobre as quantias, sobre o tempo que levará para receber o dinheiro novamente, etc. Para isso, os pais podem também ser criativos, utilizando tabelas e desenhos com lápis e canetas coloridas, tornando tudo um exercício didático e também um processo divertido. Com a tecnologia cada vez mais presente na vida de crianças e adolescentes, alguns aplicativos e sistema de controle financeiros podem ser uma das soluções para a administração da mesada.

4 – Contas da Casa

É também muito importante que os pais forneçam o exemplo dos seus próprios hábitos financeiros que sirvam de exemplo para os filhos. Para isso, explique a eles sobre as despesas domésticas como água, luz e telefone, e como se organizam para que todas sejam pagas.

Explique também sobre a organização para a realização de objetivos de curto e longo prazo e como são feitos os cortes de gastos para que esses objetivos se concretizem.

5 – Objetivos de curto e longo prazo

Trabalhe com seus filhos os seus objetivos. Faça junto a eles os cálculos do quanto se deve poupar para comprar um brinquedo caro no final do ano sem deixar de aproveitar para gastar moderadamente com coisas que eles gostam.

Na atualidade é preciso mais do que nunca que se formem consumidores conscientes. Mas lembre-se: o foco também não é formar acumuladores. É preciso balancear as finanças para que possam também desfrutar do dinheiro, visando segurança financeira no futuro sem esquecer-se de aproveitar o presente.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário