23 de maio de 2019

Bolsa de Valores: Você sabe como funciona?

bolsa de valores voce sabe como funciona e1551898899764 Bolsa de Valores: Você sabe como funciona?

Operadores gritando ao telefone em uma sala abarrotada de computadores e com grandes painéis à vista de todos. A imagem descrita já foi consagrada por Hollywood e até pouco tempo parecia ser confirmada pelos noticiários. O fato é que ela já faz parte do inconsciente coletivo.

Outro jeito de a bolsa de valores mexer com o imaginário dos investidores é através da perspectiva de ganhos substanciais. Ainda que a maioria saiba que as suas aplicações aqui correm maiores riscos. Não obstante, você sabe como funciona esta modalidade de investimento? Neste texto respondemos esta dúvida. Confira!

O que exatamente é a Bolsa de Valores?

Quando usamos este termo estamos falando de um ambiente, ou entidade, onde diferentes mercados se agrupam para negociar ações. A compra e venda de títulos pode ocorrer de forma presencial ou virtual. Hoje a internet tornou-se um dos meios preferidos para a negociação de ativos financeiros.

O mesmo processo também pode ser realizado por telefone. No Brasil, estas atividades ocorrem através da BM&F Bovespa. Ela será a responsável pelo registro, compensação e liquidação das operações. Em outras palavras, o papel da bolsa é garantir um ambiente seguro. Um lugar onde o recebimento de valores das partes envolvidas sempre aconteça.

Como funciona?

Trata-se basicamente de um mercado de compra e venda de ações. Estes títulos equivalem a uma parcela das empresas que participam da bolsa. É como se os compradores se tornassem “sócios” da organização por trás do papel. Antes de participar de um pregão, no entanto, o investidor deve abrir conta em um agente de custódia autorizado. Serão as corretoras os intermediários entre compradores e emissores de títulos. A partir das ofertas públicas iniciais (IPOs) é que se inicia o processo de compra e venda.

O que é o pregão?

Lembra-se da cena inicial descrita, com pessoas gritando e grande confusão? Saiba que o ambiente de oferta e compra de ações já não é mais assim. Hoje são utilizados os pregões eletrônicos. Deste modo os lances são recebidos em terminais ligados às corretoras de valores. Algumas bolsas têm até mesmo soluções automatizadas. Durante os pregões as compras poderão ser feitas através de fundos e clubes de investimento ou individualmente.

No primeiro caso temos um condomínio formal de investidores, ao passo que no segundo uma associação mais aberta. Nas duas modalidades coletivas haverá um gestor para coordenar as negociações. Fundos necessitam de um profissional certificado pela CVM. Já nos clubes isto não é necessário. No caso do investimento de tipo individual, será a própria pessoa a controlar a compra e venda de papéis.

O sobe e desce das ações

As famosas oscilações da bolsa têm uma causa bem simples. Elas são ditadas pela oferta e procura das ações. É o que acontece em qualquer mercado. Portanto, grande oferta e pouca procura reduzem os valores. Da mesma forma, pouca oferta de um ativo muito procurado resulta em alta. A mesma lógica pode ser aplicada à bolsa de valores como um todo. O sobe e desce vai refletir ainda as políticas governamentais e tendências de mercado estabelecidas por líderes setoriais.

Leia mais sobre finanças e investimentos

Se for seu interesse começar a investir na Bolsa de Valores que tal conferir alguns artigos que fizemos sobre o assunto? Procure por investimentos na aba categorias em nosso blog.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário