19 de junho de 2019

Como acontece o lucro ou perda no mercado de ações.

ações 150x150 Como acontece o lucro ou perda no mercado de ações.Tenho percebido que muitos ficam na dúvida em como se dá o lucro ou perda no mercado de ações. Através desde texto espero que você, iniciante na bolsa de valores, entenda todo o processo e assim evite perdas por vendas precipitadas em hora errada.

Uma ação representa o valor intrínseco da menor parte de uma empresa de capital aberto. O valor que esta ação é negociada diariamente no pregão depende do valor atual dela e da possibilidade de ganhos futuros que os compradores acreditam que a empresa possua. Quando compramos uma ação, pagamos o valor pelo qual ela está sendo negociada naquele momento, no dia e hora da compra. Mas diversos acontecimentos podem ao longo do dia, dias, meses e anos, alterar o preço da ação. Enquanto eu mantiver a ação que comprei não tenho nem lucro e nem perda. Só realizo o lucro ou prejuízo ao vender o papel.

Diversos fatores macro e microeconômicos fazem o preço de uma ação subir ou descer. Assim como fatores especulativos. O lado psicológico tem grande influência no frenético mercado de ações.

Você pode comprar ações de uma dada empresa hoje e alguns dias depois ser anunciado por esta empresa o fechamento de um contrato bilionário e com isto o preço do papel subir, pois os compradores acreditam que com o novo contrato a empresa irá produzir mais e aumentar sua lucratividade. Perceba que simplesmente a possibilidade de ganho futuro faz a ação valorizar-se. O mercado reflete tendências e não somente a realidade atual.

O contrário também acontece, você compra ações de uma empresa hoje e dias depois é divulgado pela mídia que foi encontrado problemas operacionais na empresa, ou mesmo que seu presidente foi acusado de assédio, ou ainda que o governo lançará medidas legais que serão desfavoráveis ao setor em que a empresa opera. Estas más notícias tem reflexo imediato, muitos ao tomarem conhecimento querem se desfazer dos papeis que possuem, começam a vender as ações e seu preço despenca.

A queda de um avião de uma companhia área faz o preço de seus papeis despencarem em questão de minutos.

O valor que um papel está sendo negociado só terá reflexo efetivo no seu bolso quando você realizar a venda. Se você o comprou por xis reais e no dia seguinte ele sofreu uma perda de 20%, não significa que você perdeu 20% do seu dinheiro. Você só perderá se realizar a venda. Pode ser que com o passar dos dias o preço volte a subir, ou mesmo que ele caia ainda mais.

Quando comprar ou vender uma ação?

Esta é a resposta que todo investidor gostaria de ter. O ideal é sempre comprar na baixa e vender na alta. Agora saber quando o preço chegou ao fundo do poço ou mesmo quando ele atingiu seu maior valor e passará a cair é impossível, é especulação.

O que fazer então?

Compre boas empresas. Não que isto seja garantia de sucesso, pois diversos fatores nos quais a empresa não tem controle alteram o preço da ação: são fatores econômicos mundiais, medidas regulatórias setoriais, descobertas tecnológicas, novos entrantes no ramo de negócio, etc. Mas é mais provável se lucrar comprando uma boa empresa do que comprando uma empresa que está mal das pernas.

A análise fundamentalista, que avalia os fundamentos da empresa, é uma metodologia para averiguar quão atrativa é a empresa e seu preço de mercado hoje. Já escrevi dois textos sobre a análise, você pode lê-los clicando aqui e aqui.

Diversifique

Como não temos bola de cristal e não sabemos quais ações irão valorizar-se ao longo dos meses é errado depositar seu dinheiro em poucos papeis, o mais sensato é diversificar, ou seja, comprar vários papeis de empresas diferentes e de setores econômicos distintos.

Os ETFs

ETFs (Exchance Tranded Funds) são fundos que espelham índices. Para simplificar vou dizer que é uma única ação que representa várias ações.

Deixa eu ser mais claro…

Para facilitar (ou seria complicar) a vida do investidor existem alguns índices. Os índices procuram agrupar ações de determinado setor da economia ou grupos específicos. Existem índices de pequenas empresas, os das empresas mais negociadas (líquidas), índices de empresas de consumo e assim vai. Um índice contem ações de dezenas de empresas diferentes.

O índice BOVESPA, que é o mais conhecido, reflete as empresas mais negociadas na BOVESPA. Existe um ETF que replica o índice. Quando compramos O ETF BOVA11 na verdade estamos comprando todo o índice BOVESPA.

É claro que poderíamos comprar ações das mais de 60 empresas que fazem parte do índice, mas pense nos gastos proporcionais para cada compra. Comprando um ETF temos apenas um custo, pois ele é negociado como uma única ação.

Outra vantagem do ETF é a diversificação. O risco é diluído entre todas as empresas que o ETF representa.

Concluindo…

Muito se fala em estratégias de investimento. Análises e mais análises para ver qual empresa comprar. Isto é atividade para profissional, o que não deve ser o caso de quem está lendo este texto. Para nós investidores amadores e que desejamos não perder antes de ganhar, o melhor é comprar um ETF que reflete todo um índice ao invés de se arriscar comprando papeis individuais e ver a empresa ir para bancarrota.

É claro que não há emoção, não fazemos análises, não tem discussão com o amigo especialista e coisas do gênero, mas estou cada vez mais convencido que é a melhor escolha, a melhor forma de construir um sólido patrimônio ao longo dos anos no mercado financeiro.

Pense nisso!

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
2 Comentários

Adicionar comentário