25 de junho de 2019

Para que existe uma empresa?

Talvez a resposta pareça obvia. Uma empresa existe para gerar lucro para seus donos. O Brasil é um dos países mais empreendedores do mundo, dizem que o brasileiro é empreendedor por natureza. Será?

O brasileiro é empreendedor mais por necessidade do que por vocação. O cidadão é despedido de seu emprego, recebe uma quantia que ele considera razoável de indenizações somado ao FGTS e como emprego está difícil decide montar seu próprio negócio.

 Para que existe uma empresa?

Quase sempre dá errado, pois o que começa errado tem pouca chance de dar certo.

Uma empresa deve ser criada para suprir uma necessidade de mercado, ela deve existir para suprir uma demanda específica. Gerar lucro aos seus donos é uma consequência. Não adianta você querer montar uma lanchonete porque você faz um lanche que é um espetáculo, saber fazer um bom lanche é apenas um de muitos fatores que vão definir se você deve ou não abrir uma lanchonete.

Algumas perguntas básicas devem ser respondidas antes de se aventurar a abrir um negócio, elas são sequências e devem ter respostas favoráveis, caso contrário, desista do negócio.

 Para que existe uma empresa?

O local precisa deste novo empreendimento?

A cidade ou o bairro onde você pretende abrir seu negócio precisa dele? Precisa mesmo ou você acha que precisa? O que você irá oferecer de diferente da concorrência? O que fará eu deixar de consumir o produto da empresa que estou acostumado para passar a comprar com você? Essas são perguntas que devem ser muito bem respondidas.

O produto ou serviço tem demanda suficiente?

Demanda é algo diferente de pessoas que desejam o produto. A demanda envolve capacidade financeira para adquirir o objeto ou serviço desejado. Eu adoraria ter um Ferrari, mas não tenho dinheiro para comprá-la. Querer não é poder.

Eu tenho dinheiro para abrir o negócio?

Para abrir um negócio exigisse dinheiro. Aluguel do local, adaptação e reforma, móveis e utensílios e grana para o fluxo de caixa. Esses são apenas alguns dos itens necessários.

Tenho dinheiro para me sustentar sem depender do negócio?

Provavelmente nos dois primeiros anos o negócio não irá render ou renderá muito pouco. Como você se manterá neste período? Nunca abra um negócio onde você dependerá dele para sobreviver no curto prazo. No início o negócio que depende de seus donos.

Sei administrar um negócio?

Administração é uma profissão que necessita ser apreendida. Não queira apreender conforme o seu empreendimento se desenvolve que você cometerá erros que poderão levá-lo a falência. Estude, aprenda e depois se meta a administrar.

Meu produto/serviço tem qualidade?

Você deverá apresentar qualidade em todos os aspectos, do produto em si ao atendimento e ambiente da loja. Pense nisso.

Sei vender?

Assim como administrar se aprende vender também. Faça cursos, estude e aprenda. Algumas pessoas parecem que nasceram para isto, mas mesmo assim talento lapidado com teoria fará de você um vendedor ainda melhor.

Essas foram apenas algumas perguntas básicas que todo mundo que deseja empreender deve responder. O ideal é elaborar um plano de negócios detalhado para certificar-se que o negócio tem futuro. Ti aconselho a consultar um profissional administrador caso não tenha noções da complexidade de novo empreendimento.

Boa sorte.

Artigos Relacionados:

Jônatas Rodrigues da Silva

Administrador na Universidade Federal de São Carlos e professor do Estado de São Paulo no Centro Paula Souza. Autor do livro Método para a Educação Financeira: da Sensibilização à Ação.

Outros textos de Jônatas Rodrigues da Silva
2 Comentários

Adicionar comentário