16 de outubro de 2018

Por que começar agora a controlar seus gastos no cartão de crédito?

por que comecar agora a controlar seus gastos no cartao de credito Por que começar agora a controlar seus gastos no cartão de crédito?

O cartão de crédito pode ser o herói ou o vilão do orçamento. O que vai definir o papel final dele é como você administra as suas finanças pessoais. Hoje, você vai ver por que deve começar agora mesmo a controlar seus gastos no cartão de crédito e como fazer isso!

Por que controlar os gastos?

Quando falamos em cartão de crédito, é uma excelente ferramenta para fazer compras parceladas, de itens mais caros, quando você não dispõe de todo o dinheiro no momento. Por isso, é interessante ter crédito disponível para isso, quando esse tipo de compra é necessária. Se você não controlar os gastos do cartão, seu limite estará sempre comprometido.
E é claro que outra razão para ter planejamento financeiro ao utilizar o cartão de crédito é evitar os juros cobrados sobre atrasos no pagamento das faturas. A taxa de juro rotativo do cartão costuma ficar em torno de 300%. Ao não conseguir pagar o valor total até o vencimento, a dívida acumulada pode ser grande.

Como fazer esse controle?

Veja algumas dicas simples para aplicar no dia a dia e ter uma relação financeira mais saudável com o seu cartão de crédito:

  1. Evite ter muitos cartões: muita gente cai na tentação de solicitar cartões de diferentes instituições financeiras e faz compras em todos eles. Essa é a forma mais fácil se perder. De repente, você não sabe mais quanto já gastou e a soma total pode ser uma surpresa bem negativa. Se você achar muito necessário, tenha no máximo dois cartões de bandeiras diferentes.
  2. Seja disciplinado: essa é, na verdade, a dica mais importante. Seja organizado com as suas finanças pessoais, nunca faça compras por impulso. Pense bem se realmente precisa daquele item nesse momento. Quando sair de casa para passear, deixe o cartão em casa, para não cair na tentação.
  3. Reduza o limite do cartão: ter um limite enorme parece um sonho, mas isso só dá a sensação de que você tem muito dinheiro disponível para usar como quiser. De acordo com especialistas, o limite não deve ser maior que 50% da sua renda líquida mensal (se você tiver vários cartões, a regra vale para a soma dos limites).
  4. Pague a fatura integral: com esse valor tão alto nos juros rotativos, evite fazer o pagamento mínimo e parcelar a fatura. Procure pagar o valor integral e sem atrasos.
  5. Escolha bem a data de vencimento: você tem a possibilidade de escolher o dia em que a sua fatura vence, seja estratégico, coloque sempre dois ou três dias depois de receber o salário. Assim, você não corre o risco de gastar todo o dinheiro e ficar sem o valor integral para pagar a conta.
  6. Seja planejado: anote tudo que você passa no cartão, os valores e locais. Isso ajuda você a visualizar a sua situação financeira.

Se você tem dificuldades em se planejar, vale a pena contar com um sistema ou aplicativo de gestão financeira que ajude a controlar suas despesas e usar o seu dinheiro de forma inteligente.

Artigos Relacionados:

Adicionar comentário