26 de setembro de 2017

Opções de investimentos para aposentaria

investimentos para aposentaria 300x200 Opções de investimentos para aposentaria

A reforma da Previdência proposta pelo atual governo, no Brasil, deve aumentar em alguns anos o tempo de contribuição para o acesso à aposentadoria. Diante disso, é fundamental que o trabalhador busque alternativas para manter o padrão de vida na terceira idade.

Reunimos, aqui, tipos de investimentos para aposentadoria, como o Tesouro Direto, os imóveis, o Certificado de Depósito Bancário (CDB) e as opções na previdência privada. Siga a leitura!

Tesouro Direto

A compra de títulos do Tesouro Nacional é considerada uma das mais seguras operações para obtenção de retorno financeiro na aposentadoria.

Comprando títulos federais, você se tornará credor do governo e terá um risco bem pequeno de perder o investimento, porque o governo possui outras formas de arrecadação, como aumento de impostos.

O investimento inicial pode ser bastante baixo — com R$ 30 já é possível começar. Outra vantagem das aplicações no Tesouro Direto é que o sistema possui baixo custo, com taxa de apenas 0,30% sobre o valor emprestado ao governo.

Você pode fazer o resgate a qualquer momento, o que não é recomendado, e também pode recuperar o investimento em 15, 20 e até 45 anos depois.

Imóveis

O setor de imóveis também representa um dos melhores tipos de investimentos para aposentadoria. Essa opção, entretanto, exigirá muita atenção para não rasgar dinheiro.

Primeiro, você deve identificar localidades para investir na compra de terrenos onde mais tarde possa construir um imóvel que valorize ao longo dos anos. Muitas localidades têm 20%, 40% e até 100% de valorização.

Isso significa que o resgate deve ser feito anos depois da aquisição. Se você precisar de retorno imediato, não deve apostar nos imóveis, porque perderá tempo e parte dos investimentos.

Outra opção para lucrar com os imóveis e garantir renda extra com eles são os aluguéis. Com isso, garantirá entradas mensais de dinheiro, em vez de um único montante.

Previdência privada

Em função das mudanças na Previdência pública, a previdência privada também deve se tornar um dos mais atrativos tipos de investimentos para aposentadoria. Ela se divide em duas modalidades: o Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) e a Vida Gerador Benefício Livre (VGBL).

No formato PGBL, o imposto de renda incide sobre o total de dinheiro resgatado. Se você faz a declaração de imposto de renda no modo completo, é possível deduzir as contribuições em até 12% da renda bruta por ano.

No VGBL não há dedução, mas o imposto de renda só é cobrado quando você faz o resgate e, com isso, os juros são revertidos em rentabilidade. É mais indicado para quem faz o modelo simplificado de declaração do imposto de renda.

CDB para investir na aposentadoria

Ao adquirir um CDB você estará emprestando dinheiro aos bancos e, ao resgatar o valor, receberá um percentual de lucro.

Não existe taxa de administração para o CDB, e o banco pode fixar os juros antes ou depois do empréstimo. Os pós-fixados geralmente significam retorno maior, mas isso pode variar de banco para banco.

O imposto de renda incide sobre o CDB em tabela decrescente, ou seja, quanto mais tarde ocorrer o resgate, melhor será a rentabilidade. Justamente por isso o CDB representa um dos tipos de investimentos para aposentadoria mais rentáveis.

Gostou das dicas para investimentos na aposentadoria? Confira também nosso post sobre sites que auxiliam no controle financeiro pessoal.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário