26 de setembro de 2017

Qual a diferença entre leasing, empréstimo e financiamento?

qual a diferenca entre leasing emprestimo e financiamento e1498499933826 Qual a diferença entre leasing, empréstimo e financiamento?

Os termos “financiamento”, “empréstimo” e “leasing” certamente não soam estranhos para você. Essas, sem dúvida, são as modalidades de disponibilização de crédito mais populares no mercado financeiro.

Porém, muitas pessoas ainda costumam se confundir com essas terminologias, ou acreditam que se trata da mesma coisa.

Na realidade, essas três modalidades de crédito bancário são diferentes e contam com características próprias, como veremos no post de hoje.

Quer saber as diferenças entre empréstimo, financiamento e leasing? Então dê uma conferida neste post!

Empréstimo

Essa é uma das modalidades de crédito mais flexíveis que os bancos disponibilizam. Nela, o cliente tem a liberdade de utilizar o dinheiro como quiser, sem ter que dar nenhum tipo de explicação — ou seja, a concessão do crédito não se vincula a compra de nenhum bem ou finalidade específica.

Outro ponto é a sua facilidade. Livre de grandes burocracias, ter acesso a um empréstimo é bastante simples e rápido, desde que você atenda às exigências da instituição financeira.

Contudo, toda essa facilidade e flexibilidade tem seu preço. Justamente por esses motivos os empréstimos acabam saindo mais caros que outros tipos de crédito.

Como os riscos envolvidos na transação são mais altos e não há uma análise de crédito rigorosa do contratante, além de não existir nenhum bem como garantia, as taxas de juros cobradas são bem mais altas.

Financiamento

Atualmente, essa é uma das linhas de crédito mais utilizadas no mercado. Principalmente para a aquisição de bens móveis e imóveis, como carros e casas.

O financiamento se difere do empréstimo em alguns pontos. Embora, em tese, a instituição financeira também esteja “emprestando” o dinheiro ao contratante, existem algumas peculiaridades.

No financiamento a concessão do crédito tem uma finalidade específica. O banco ou financeira cede o valor já sabendo qual a destinação que o cliente dará para o dinheiro.

Por exemplo, se você decide ir até uma concessionária e comprar um carro por meio de financiamento, a instituição financeira já repassa o valor do bem diretamente para a concessionária.

Diferentemente do que acontece nos empréstimos, nos financiamentos há uma análise mais rigorosa do crédito e o bem adquirido fica alienado e serve de garantia do contrato. Assim, caso você atrase ou deixe de pagar a dívida, o bem pode ser utilizado para saldá-la.

Em razão dessa maior burocracia e por existir uma garantia no contrato, as taxas de juros dos financiamentos costumam ser menos onerosas — claro, a depender do valor financiado e do prazo de pagamento.

Leasing

O leasing ou arrendamento mercantil, como também é conhecido, trata-se de uma modalidade de concessão de crédito na qual a instituição financeira compra o bem desejado para o cliente e, ao final do contrato, esse tem a opção de adquiri-lo.

Durante o período de vigência do contrato, o cliente paga normalmente as parcelas, semelhante ao que acontece no financiamento, porém, no financiamento o bem é propriedade do contrante, já no leasing o proprietário é a instituição financeira.

Assim, o pagamento das parcelas se assemelha a um aluguel para a utilização do bem. Contudo, ao quitar, o cliente tem a opção de transferir a propriedade do bem ou renovar o contrato para aquisição de outro.

Os juros do leasing são bastante semelhantes aos do financiamento, razão pela qual esse é um tipo de contrato praticamente em desuso atualmente, já que o financiamento costuma ser mais vantajoso.

Por fim, como vimos, o empréstimo e financiamento, assim como o leasing, têm suas diferenças, especialmente no que se refere às taxas de juros e burocracias.

Entender como cada um funciona é a melhor maneira de optar por aquele que atenda às suas necessidades. Agora, isso já não é mais problema, não é mesmo?

Gostou do post? Quer se manter informado sobre esse e outros assuntos relacionados? Então siga as nossas páginas nas redes sociais e não perca nenhuma novidade! Estamos te esperando no Facebook.

Artigos Relacionados:

Efetividade Finanças Pessoais

Outros textos de Efetividade Finanças Pessoais

Adicionar comentário